ad

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 1,2 milhão de carteiras de cigarros em duas ocorrências registradas ontem (19) e hoje (20) na região de Guaíra, oeste do Paraná. Somadas, as duas cargas contrabandeadas do Paraguai têm valor de mercado estimado em R$ 6 milhões.

No início da manhã desta quarta-feira (20), uma equipe da PRF abordou uma carreta bitrem no perímetro urbano de Guaíra. O motorista demonstrou nervosismo excessivo durante a abordagem, o que motivou os agentes a fazer uma verificação minuciosa do veículo.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Abaixo de uma camada de grãos de milho, os policiais rodoviários federais encontraram cerca de 600 mil carteiras de cigarro. Com 39 anos de idade, o motorista foi preso em flagrante. À equipe da PRF, o preso disse que saiu de Caarapó (MS) e que levaria a carga ilícita até o Rio Grande do Sul.

Toledo

A segunda carreta havia sido apreendida na madrugada de ontem, na BR-163, em Toledo. Outras 600 mil carteiras de cigarro eram transportadas em um baú tipo frigorífico.

Policiais rodoviários federais que retornavam de uma operação em Foz do Iguaçu desconfiaram da carreta, que transitava no sentido contrário, em alta velocidade.

O motorista desobedeceu as ordens de parada. Após atravessar o pátio de um posto de combustíveis, ele parou o caminhão ao lado de uma área de mata, saltou da cabine e fugiu a pé.

Buscas foram realizadas pelas imediações, mas o condutor não foi localizado. Na cabine foram encontrados documentos do veículo com indícios de adulteração. Tanto o caminhão quanto o semirreboque portavam placas falsas.

A PRF encaminhou as duas ocorrências para as unidades da Polícia Federal e da Receita Federal em Guaíra. O crime de contrabando tem pena prevista de dois a cinco anos de prisão.

Portal Guaíra com informações da PRF