[dropcap color=”#8224e3″]Q[/dropcap]uem passou nos últimos dias pela Praça Castelo Branco, mais conhecida pelos guairenses como “Praça do Redondo”, encontrou um cenário desolador, gramado crescendo desordenadamente a ponto de invadir a parte dos passeios, por onde dezenas de pessoas aproveitam o anoitecer, ou finais de semana para sentar e relaxar com a família e amigos.

Antes o mato alto fosse o único problema de quem frequenta ou passa pela Praça do Redondo, mas a sujeira das fontes com as sete “cascatas”, que remete como lembrança dos áureos tempos em que milhares de turistas chegavam à Guaíra para apreciar às corredeiras do rio Paraná, com suas grandiosas quedas de água que formavam as saudosas Sete Quedas, de longe parecia com a homenagem proposta.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

No momento que a reportagem do Portal Guaíra chegou ao local, populares já foram avisando “cuidado com esse lodo parado, está um fedor de lascar” e de fato estava. O cheiro de água podre era perceptível por qualquer um que se aproximava.

[images cols=”three” lightbox=”true”]
[image link=”104366″ image=”104366″]
[image link=”104367″ image=”104367″]
[image link=”104368″ image=”104368″]
[/images]

Sujeira da População

Não só a gestão municipal está deixando a desejar na parte da limpeza pública nas primeiras semanas do novo governo, mas a população também vem contribuindo com a poluição das vias públicas.
Próximo à ‘Academia ao Ar Livre’ do Jardim Zeballos, a reportagem do Portal encontrou sujeiras de quintais depositadas provavelmente por moradores, como sacos de gramas, galhos de árvores e até fraldas descartáveis de bebês. Também foi visto um cavalo comendo o capim alto dos canteiros, fato que também é uma infração por parte do proprietário do animal que deve mantê-lo preso com segurança em área particular.

Na Praça Castelo Branco, em meio ao lodo foi encontrado carteiras de cigarros, garrafas pet de refrigerantes, cacos de vidro e guardanapos de lanches. Muito provável, lixos dos próprios frequentadores do local.

[images cols=”three” lightbox=”true”]
[image link=”104373″ image=”104373″]
[image link=”104374″ image=”104374″]
[image link=”104375″ image=”104375″]
[/images]

Reação pelas Redes Sociais

Em um grande grupo do Facebook, que conta com mais de 20 mil de internautas, um morador criou uma postagem chamando a atenção do abandono das fontes do “Redondo”, e o autor da postagem ainda deixa uma sugestão de plantar flores no local onde deveria ter água limpa. A postagem tinha até o momento de nossa publicação mais de 189 curtidas e 19 compartilhamentos e viralizou na cidade. As pessoas que seguiram o debate disseram estar envergonhadas com sensação de abandono da Praça do Redondo. Outros preferiram atentar para que a reclamação não seja apenas bronca de redes sociais, mas que partissem para dar o exemplo, para que cada um faça sua parte a partir de manter seu quintal limpo e também não jogar restos de lanches, papeis e garrafas descartáveis nas praças.

Resposta da Prefeitura

Para fins de esclarecimento público o Secretário da Infraestrutura e de Agricultura e Meio Ambiente, Sr. Sinomar Neto, forneceu informações a reportagem do Portal Guaíra, referente à situação neste começo de ano.

Recolha de Entulhos: a questão da limpeza do entulho na cidade não tem recebido a manutenção necessária porque duas máquinas que são usadas para esse trabalho estão quebradas. O procedimento burocrático nesses casos leva tempo. É necessário primeiro que seja feito um orçamento com o completo desmonte das máquinas pela empresa especializada e com contrato vigente (que atualmente é sediada em Cascavel-PR). Depois é averiguado se haverá recurso suficiente para o conserto. Havendo recursos é feito um pedido de compra que segue para autorização da Secretaria Municipal de Fazenda que dá continuidade no processo de compra, empenho, conferência e pagamento. No caso das duas máquinas já citadas (sendo uma pá carregadeira) apenas um orçamento foi entregue até o momento e o valor para conserto é de quase R$ 50 mil.

O secretário disse que o processo burocrático ainda levará cerca de uma semana para ser resolvido. A medida paliativa tomada para a limpeza de entulhos foi o empréstimo de uma única máquina que deveria estar atendendo o departamento de obras, mas ela não é suficiente para atender a demanda.

Além das duas máquinas quebradas, há diversos caminhões que poderiam estar sendo utilizados, mas eles também se encontram em manutenção.

A secretaria acredita, que tendo todos os orçamentos compatíveis com os recursos previstos em orçamento, o maquinário estará completo nas ruas dentro de dois meses. Enquanto isso a secretaria fará os trabalhos em esquema de rodízio. Pois o pouco maquinário que está em condições de uso é dividido para atender demandas do Departamento de obras.

Praça do Redondo: No caso especifico da praça Castelo Branco, conhecida como praça do redondo, alvo de muitas críticas nos últimos dias, o secretário informou que uma pequena parte da população que frequenta o local tem o costume de jogar entulhos, garrafas pets e de vidros dentro tanto na grama, piso e até dentro da água da fonte, mesmo havendo diversas lixeiras disponíveis. Esses fatores prejudicaram demais os equipamentos que fazem a recirculação da água da fonte que ficaram danificados e, o orçamento para conserto, passa de R$ 100 mil. O secretario ainda relatou que nessa semana quando foram tirar a água suja um servidor cortou o pé em uma garrafa de vidro jogada na fonte.

Sinomar afirmou que a atual administração vai criar um programa educativo visando a conscientização da pequena parcela da população que não colabora com a limpeza pública. “É prática comum o recolhimento de galhos de podas, entulhos e lixo em locais apropriados ou inapropriados pelo Departamento de Limpeza numa manhã e, no mesmo dia, algumas pessoas cometerem de novo a transgressão, tornando a jogar esses materiais no mesmo local. O resultando com isto é o retrabalho e alto custo para os cofres municipais com combustível, manutenção de frota e despesas com pessoal” conclui.

[images cols=”five” lightbox=”true”]
[image link=”104377″ image=”104377″]
[image link=”104379″ image=”104379″]
[image link=”104380″ image=”104380″]
[image link=”104369″ image=”104369″]
[image link=”104378″ image=”104378″]
[/images]

Redação Portal Guaíra