Na noite de domingo (28), Policiais Militares da ROTAM e Rádio Patrulha (RPA), com apoio da PRF, receberam informações de um assalto que acabara de ocorrer na cidade de Marechal Cândido Rondon, sendo que os bandidos levaram uma caminhonete VW/Amarok e diversos pertences das vítimas.

Os policiais receberam a localização do veículo através do serviço de GPS que estava ativo em um celular que também havia sido roubado e seguiram em diligências até a Rua Professor Miguel Camargo, onde foram recebidos pelo morador da residência.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Ao ser questionado sobre um estepe de caminhonete que estava na área externa da moradia, o homem disse que seu filho (jovem de 26 anos) havia chegado em casa há pouco tempo, em um veículo GM/Monza, na qual estava na companhia de outras pessoas, quando retiraram diversos objetos do carro, além do estepe visualizado pelos policiais, e todo material foi guardado na residência. Após, o filho se evadiu do local, não sabendo precisar que sentido ele havia seguido.

O homem permitiu que a equipe policial adentrasse a casa e fizesse buscas, sendo então encontrado o celular que estava com GPS ativo.

Fotos dos objetos foram enviadas às vítimas que reconheceram como sendo de sua propriedade.

Diante dos fatos a equipe apreendeu os produtos e notas fiscais de uma S10 que havia sido roubada no dia 18/07/2019, da mesma maneira que a Amarok (modus operandi).

Por volta das 00h, o filho fez uma chamada (via WhatsApp) para o pai, que foi acompanhada pela equipe policial. Nela o rapaz relatou ao pai o ocorrido: que tinha realizado o assalto, tomando a caminhonete que estava em outro local e os objetos, ficando evidente que a família não tinha envolvimento com a ação criminosa do filho.

O bandido ainda revelou que a Amarok havia sido deixava nas proximidades da Praça Castelo Branco (Redondo).

Os policiais, juntamente com o pai do acusado, foram até o local e encontraram o veículo na Rua Luiz Hasper.

Diante dos fatos, veículo, objetos e o pai do bandido foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil, sendo que o pai os acompanhou para prestar maiores esclarecimentos.

O pai também cedeu fotos que haviam sido tiradas no dia dos fatos em que constavam imagens do autor do assalto (que levou a caminhonete) e do comparsa que manteve as vítimas como reféns. A dupla foi reconhecida pelas vítimas.

Redação Portal Guaíra