Dr. Pedro Lucena (foto: Arquivo/PG)
Pedro Lucena, Delegado da Polícia Civil em Guaíra (foto: Arquivo/PG)
Pedro Lucena, Delegado da Polícia Civil em Guaíra (foto: Arquivo/PG)

A Polícia Civil da cidade de Guaíra/PR, cumpriu mandando de prisão preventiva na tarde de segunda-feira (15), em desfavor de V. F. A., 52 anos de idade, morador da região central da cidade.

Ele é acusado de molestar uma menina de apenas 10 anos de idade, que seria sua enteada, como nos contou o Delegado Responsável pela 13ª DRP, Dr. Pedro Lucena.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

– Essa situação iniciou mediante a notícia crime, feita pela própria mãe da vítima, narrando à suposta ação criminosa. E, diante das circunstâncias, nós iniciamos inquérito policial, ouvimos as declarações da mãe e de testemunhas. Concluído inquérito, foi encaminhado a Vara Criminal, onde acabou sendo expedido um Mandado de Prisão Preventiva em desfavor do acusado, que está recolhido a disposição da Justiça de nossa comarca, disse o Delegado ao Portal Guaíra.

– Ele foi acusado de molestar uma criança e, de acordo com a nova lei, só pelo fato de acariciar, já caracteriza o crime de estupro. Não precisa ocorrer a penetração. Qualquer ato libidinoso envolvendo menor caracteriza o estupro a vulnerável. A Polícia investiga supostos atos anteriores e o inquérito segue em segredo de Justiça, concluiu Lucena.

Se condenado por esse tipo de crime, o homem que trabalha como eletricista, poderá pegar uma pena entre 8 a 15 anos de prisão.

Redação Portal Guaíra