ad

A Polícia Civil de Guaíra cumpriu, nesta terça (3), mandados de prisão no Bairro Eletrosul. Os alvos são dois indivíduos acusados de serem os autores do homicídio de um indígena no dia 14 de novembro deste ano.

Um dos autores, 20 anos de idade, foi encontrado na rua Porto União. Nada de ilícito foi encontrado com ele. O mandado de prisão foi cumprido e encaminhado para a cadeia pública de Guaíra.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

O outro acusado, menor de 17 anos, foi encontrado também na rua Porto União, porém, em outra residência. Ele estava dormindo na casa da mãe. No entanto, no local onde ele reside existem duas casas. Em uma delas foi apreendido outro menor, com quem havia porções de maconha e crack. Esse menor, 16 anos, relatou que vende drogas sob ordem do colega de 17 anos.

Com base nesses dados, e por já haver denuncia formalizada acerca do tráfico de drogas naquela residência, os envolvidos foram conduzidos à Delegacia da Polícia Civil para as providências de Polícia Judiciária.

O crime, que chocou a cidade, ocorreu no Bairro Eletrosul, no dia 14 de novembro de 2019, por volta das 22h. Demilson Ovelar Mendes, de 21 anos de idade, foi morto apedrejado, com golpes desferidos na região da cabeça.

No decorrer das investigações, foram apontados os dois envolvidos como autores do crime, que teria como motivação a dívida de drogas.

Portal Guaíra com informações da Polícia Civil