ad

A 13ª Delegacia da Polícia Civil de Guaíra apresentou balanço das ações realizadas no segundo semestre de 2019.

Conforme relatório apresentado pelos policiais foi apreendido mais de R$ 12 mil em espécie, três cargas avaliadas em R$ 120 mil, além do fechamento de cinco pontos de vendas de drogas e a aquisição de equipamentos de investigação e setor administrativo.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Com relação aos crimes diversos, foram efetuadas 56 prisões e apreensões. Seis armas e sete veículos foram apreendidos.

Os policiais destacaram alguns casos de investigações, como também elucidações de homicídios, como o de Doutor Oliveira Castro, registrado em agosto, que foi elucidado e resultou na prisão em flagrante do filho que matou o pai; do homicídio de um indígena, que foi morto com pedradas na cabeça, sendo detido um homem e um adolescente apreendido; destaque também para o duplo homicídio e uma tentativa, quando um homem matou a mulher e o concunhado e tentou matar a cunhada, já o criminoso está foragido.

Vale lembrar ainda da operação voltada ao combate do tráfico de drogas, que resultou no cumprimento de sete mandados de prisão e apreensão de drogas e veículo, além de uma motocicleta recuperada.

MELHORIAS
De acordo com o Delegado Dr. João Paulo Menuzzo Lauandos, o setor administrativo da 13ª Delegacia está passando por melhorias e em breve passará para um prédio novo que já está em fase de conclusão. A Receita Federal doou equipamentos eletrônicos avaliados em R$ 50 mil, que serão utilizados nas investigações.

Em parceria com a Justiça Federal de Guaíra foram adquiridos dois fuzis Taurus/T4, calibre .556, avaliados em R$ 18 mil.

No segundo semestre de 2019, foram adquiridos três novos veículos descaracterizados que auxiliarão na eficiência do trabalho de investigação.

A Itaipu Binacional realizou a doação de diversos equipamentos.

Já os servidores participaram de constantes cursos de aperfeiçoamento na atuação de combate ao crime.

Redação Portal Guaíra