ad

DESACATO/AMEAÇA/RESISTÊNCIA

Na madrugada de domingo (29), por volta das 1h45, em patrulhamento a pé nas proximidades do palco onde estava ocorrendo o show da Festa das Nações, uma equipe da PM se deparou com uma briga generalizada envolvendo várias pessoas. Ao dar voz de abordagem, todos se dispersaram em meio ao grande público, não sendo possível identifica-los. Porém um dos envolvidos passou a desacatar e ameaçar a equipe policial dizendo para todos “irem se fuder” e que iria dar um soco na cara do Policial Militar, investindo contra o mesmo, momento que foi necessário o uso da força moderada para conte-lo. Devido as circunstancias foi feito uso das algemas. Na sequência o preso foi encaminhado a base móvel da Delegacia de Polícia Civil, situado no local do evento para a continuidade das providências de praxe.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

FURTO QUALIFICADO

Por volta das 01h40, durante patrulhamentos na parte externa do Centro Náutico Marinas, afim de zelar pelo bem estar e bens dos frequentadores da Festa das Nações, a equipe Policial foi abordada por dois jovens que relataram que haviam estacionado seus veículos na parte externa do parque, por volta das 21h30, do dia 28, e ao saírem por volta das 01h30 perceberam que os veículos não estavam mais no local e haviam sido furtados, sendo: VW/Gol de cor prata ano 1997 e placas CIA-1659, e também o veículo VW/Gol de cor branca ano 1993 e placas BMM-3524. A informação sobre o furto foi repassada a toda rede e foram realizados inúmeros patrulhamentos no intuito de localizar os veículos, porém sem sucesso até esse momento.

FURTO QUALIFICADO

As 03h40, a equipe de serviço foi abordada por uma mulher a qual relatou que por volta das 22h00 do dia 28/04/2018, estacionou seu veículo VW/Gol CL 1.8 mi, de placas AHD-1609, de cor prata de Guaíra/PR, na parte externa do Centro Náutico Marinas para adentrar na festa, e quando retornou por volta das 02h seu veículo não estava mais no local, pois havia sido furtado. Diante dos fatos foi realizado patrulhamento a fim de localizar o veículo e algum suspeito, porém sem êxito até o momento, a vítima foi orientada quanto aos procedimentos cabíveis.

AMEAÇA

Por volta das 03h50 a equipe atendendo chamado da central 190 se deslocou até as proximidades do Centro Náutico Marinas, pois no local estava a solicitante, a qual relatou a equipe que estava juntamente com sua irmã e amigos no Centro Náutico Marinas, quando seu ex marido veio em sua direção tentando agredi-la, momento em que seus amigos interviram e o contiveram. Ato contínuo, o acusado disse a vítima que a mataria e que mataria a filha do casal de apenas 6 meses de idade. A vítima relata ainda que já foi agredida anteriormente por ele e que registrou boletim de ocorrência em seu desfavor. Diante dos fatos, a equipe orientou quanto aos procedimentos cabíveis.

 

LESÃO CORPORAL

Por volta das 05h a equipe foi acionada pela central 190 para deslocar até a UPA, pois segundo relatos haviam chegado no local duas pessoas, onde estas teriam dado entrada com lesões ocasionadas por uma briga ocorrida na saída da Festa das Nações. Equipe em contato com as vítimas, estas apresentavam lesões na região da cabeça e rosto. Também relataram que estavam saindo da festa, momento em que foram surpreendidas por um grupo de pessoas e entraram em vias de fato, o que gerou uma confusão generalizada. As vítimas não souberam identificar as pessoas envolvidas na agressão e foram orientadas dos procedimentos.

DESACATO

Por volta das 05h30 a equipe se deslocou até a UPA, onde segundo ligações de funcionários estaria ocorrendo uma situação de desacato aos servidores. Equipe no local, entrado em contato com as partes, estas relataram que chegaram duas pessoas, mãe e filho no local, as quais disseram estar passando por problemas alérgicos, que poderia ter sido ocasionado por algum alimento. Na chegada os mesmos teriam adentrado uma área que é exclusiva para funcionários. Segundo relatos dos funcionários a mãe do paciente estaria bastante alterada, momento em que funcionários pediram para que ela se retirasse, tendo então iniciado uma confusão envolvendo ambos, e Guardas Municipais. Os Guardas Municipais teriam usado de força para conter os envolvidos, o que teria ocasionado lesões nestes. Segundo relatos da mulher ela teria ficado nervosa devido à demora no atendimento de seu filho que tem problemas alérgicos e por outras vezes já teria passado por problemas semelhantes. O paciente foi atendido, medicado e passa bem, as partes foram orientadas dos procedimentos.

Portal Guaíra com informações da PM/Guaíra