A Polícia Federal vai intensificar as ações de patrulhamento no entorno e no interior do Parque Nacional da Ilha Grande, unidade de Conservação Federal situada no Rio Paraná, na região Oeste do Estado.

O Parque Nacional da Ilha Grande tem sofrido desde a noite da última terça-feira (17) com um incêndio florestal de grandes proporções.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Nos últimos dias, a PF de Guaíra tem recebido denúncias dando conta da possível ação de caçadores no interior da Unidade de Conservação, os quais estariam se valendo da situação de vulnerabilidade causada pelas chamas. Segundo as denúncias, os criminosos estariam covardemente abatendo animais que estariam tentando fugir das chamas.

A PF vai instaurar inquéritos policiais para apurar as denúncias. Segundo o Delegado-Chefe da unidade, Mário Leal, os criminosos poderão responder por crimes ambientais contra a flora e a fauna previstos nos artigos 38, 40 e 41 da Lei nº 9.605/98, com penas que podem superar os 5 anos de reclusão.

Também estão sendo intensificadas as ações de patrulhamento no interior e entorno do Parque Nacional, a fim de garantir a segurança das equipes que atuam no combate às chamas e reprimir a atuação de caçadores.

As equipe do NEPOM (Núcleo Especial de Polícia Marítima) foram encarregadas da missão.

Portal Guaíra via Assessoria