Na noite de segunda-feira (1), por volta das 20h30, a PM foi acionada pela central de operações 190 e se deslocou acompanhada do investigador da Policial Civil, e equipe da Funerária até uma comunidade rural, onde um pescador relatou que estava pescando quando nas proximidades daquele porto avistou no rio o corpo de um homem em estado de putrefação.

De imediato comunicou os demais pescadores locais e acionaram a equipe policial.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

No bolso da calça do cadáver foi encontrado uma carteira de cor marrom, contendo um documento de identidade, R$ 650,00 em espécie, 460 mil guaranis em espécie, um celular marca Xiaomi/Redmi, cor azul, material apreendido e encaminhado a 13ª Delegacia Regional de Polícia Civil.

O corpo encontrado foi encaminhado até uma funerária e posteriormente ao Instituto Médico Legal (IML) para os procedimentos de praxe.

Durante o trajeto, a equipe policial foi abordada na via pública por uma mulher (usando tornozeleira eletrônica), a qual informou que a pessoa encontrada é o seu marido e que ambos estavam sofrendo ameaças.

Disse ainda que ele portava documentos de outra pessoa devido ao fato dele ter um mandado de prisão em aberto (tráfico de drogas).

Diante dos fatos, feito as orientações pertinentes.

Portal Guaíra com informações da PM