Em protesto contra a posição do governo de não reavaliar o reajuste salarial proposto ao funcionalismo, professores, pais, alunos, lideranças de Guaíra e Terra Roxa saíram em uma caminhada pacífica pelas principais avenidas da cidade de Guaíra, na manhã de hoje (20).

Usando roupas na cor preta (representando luto), carregando nas mãos uma cruz, faixas e cartazes, e ao som da batida de um tambor, os manifestantes – em silêncio – seguiram da Praça Castelo Branco (redondo), passando pela Avenida Mate Laranjeira e Cel. Otavio Tosta.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Manifestantes cobram, no mínimo, a aplicação da correção inflacionária, de 8,17%. O secretário da Fazenda, Mauro Ricardo, sustenta que os cofres estaduais não permitem oferecer um índice maior aos servidores públicos.

A intenção do governo estadual era enviar o projeto de lei da data-base, que prevê os 5%, à Assembléia Legislativa, na última segunda-feira (20). Mas, sob o argumento de que os estudos relativos ao impacto financeiro do reajuste ainda não estariam prontos, o governo estadual ainda não enviou a matéria para análise dos parlamentares. Nos bastidores, contudo, comenta-se que a possibilidade de derrota do governo estadual na Assembléia Legislativa adiou a entrega do projeto de lei.

Segundo a App-Sindicato, ainda não existe sinalização para o termino da greve.

Acompanhe no vídeo a caminhada pacífica pelo centro de Guaíra

GUAIRA-MANIFESTACAO-PROFESSORES-MAIO-2015-

GUAIRA-MANIFESTACAO-PROFESSORES-MAIO-2015-2

GUAIRA-MANIFESTACAO-PROFESSORES-MAIO-2015-3

Redação Portal Guaíra
Vídeo: Marcio Eidi Wagatsuma
Fotos: Carlos Gurjão/Portal Guaíra