Unidade da UPA 24 Horas em Guaíra

ad

[dropcap color=”#dd3333″]N[/dropcap]a noite de domingo (4), por volta das 20h, a equipe policial, em atendimento a central de operações, deslocou até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), onde a solicitante relatou que as 19h28 deu entrada naquela unidade, uma paciente gestante, com dores na região abdominal e sangramento, sendo classificada como prioridade para atendimento médico.

Porém, após cerca de 30 minutos de espera e ao ver outro paciente passando em sua frente, (ainda segundo a solicitante, pelo fato daquela pessoa que acabara de chegar estar numa situação de saúde mais grave), a gestante entrou na sala de pré consulta e começou a desacatá-la, ameaçando agredi-la fisicamente. Ela gritava a todo instante e bateu com força na porta.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Conforme a solicitante, ao informar a gestante que iria chamar a Polícia, ela disse que podia chamar até o capeta.

Quando da chegada dos PMs na UPA a paciente já estava na sala sendo atendida pelo médico.

Diante dos fatos a solicitante disse decidir posteriormente quanto a representação por desacato.

Os envolvidos foram orientados.

Portal Guaíra com informações da PM/Guaíra