Na noite de 1 de agosto, por volta das 20h30, Militares do Exército Brasileiro que patrulhavam o Rio Paraná, em apoio à Operação Hórus da Polícia Federal, nas proximidades de Guaíra/PR, avistaram duas embarcações vindo em alta velocidade em direção à embarcação do Exército.

Foram realizados tiros de advertência, os quais não foram respeitados. Assim, face à grave ameaça contra a tropa federal, os militares viram-se obrigados a realizar disparos em legítima defesa na direção de uma das embarcações, vindo a alvejar o piloto, que foi socorrido pelo SAMU e encaminhado à UPA de Guaíra, vindo a falecer.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Na ação, um segundo ocupante da embarcação também foi ferido e encaminhado à UPA.

Após serem prestados os primeiros socorros, a tropa verificou que o barco clandestino estava carregado com 50 caixas de cigarros contrabandeados do Paraguai.

O Comando da 15ª Brigada de Infantaria Mecanizada determinou abertura de Inquérito Policial Militar para apurar em detalhe o ocorrido.

Portal Guaíra com informações do Com Soc/15ª Cia Inf Mtz – Guaíra-PR