Foi registrada fila no cartório de registro de documentos e títulos. Mutirão começou sábado (17)

A subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Guaíra, deve pedir nesta semana, acesso aos processos de elaboração de documentos que estão sendo expedidos desde o último sábado (17) para indígenas no município.

A suspeita é de que muitos dos beneficiados não são moradores de Guaíra e, outros, sequer são índios.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

A OAB, que criou uma comissão para acompanhar os trabalhos de regularização da documentação desses supostos indígenas moradores de nossa cidade, deve investigar os casos para identificar as possíveis irregularidades.

Essa espécie de mutirão que começou no sábado e prosseguiu no domingo (18), de acordo com a advogada Simone Vanin, está expedindo certidão de nascimento, RG, CPF e Carteira de Trabalho, entre outros documentos.

Segundo ela, os procedimentos burocráticos não estão sendo observados com a devida importância que têm. “Percebemos algumas irregularidades e, caso se confirmem, vamos fazer a denúncia”, explica.

De acordo com Simone, muitos interessados em ter os documentos têm dificuldades até mesmo para encontrar testemunhas que possam provar que eles são índios ou que moram na cidade.

“Eles têm direito de ter documentos, mas somente se forem índios brasileiros”, frisa a advogada.

O mutirão teria sido promovido pela Prefeitura de Guaíra.

AÇÃO SOCIAL

Em contato com a Prefeitura de Guaíra hoje (20) pela manhã, a equipe do Portal Guaíra foi informada que o pedido para a expedição desses documentos citados na reportagem, partiu do Ministério Público Federal em Curitiba e a Secretaria de Ação Social ficou encarregada de, com sua equipe, realizar o mutirão.

Uma equipe da Celepar (Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná) esteve no município para instalar o sistema, porém, o cadastramento foi efetuado pela equipe da secretaria.

Fomos informados também que na cidade existem atualmente 219 famílias, perfazendo um total de 900 índios.

A Prefeitura deve emitir uma nota sobre o assunto.

Foi registrada fila no cartório de registro de documentos e títulos. Mutirão começou sábado (17)
Foi registrada fila no cartório de registro de documentos e títulos. Mutirão começou sábado (17)

Portal Guaíra com informações do O presente