ad

Com o objetivo de manter Guaíra fora dos dados das cidades em estado epidêmicos das doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti. A Secretaria Municipal de Saúde por intermédio da vigilância sanitária tem fomentado ações no combate preventivo da proliferação do transmissor da Dengue, Zica e Chicungunha.

No último dia 29 a localidade rural bela vista foi o alvo do mutirão que envolveu alunos da Escola Municipal Mário Calmon e agentes da vigilância sanitária. Eles percorreram as casas orientando sobre a limpeza dos terrenos e informando o dia que o município faria a coleta dos entulhos (realizada na data do dia 07/05). Segundo o coordenador da vigilância sanitária, Júlio César Juvenal, a população atendeu os vigilantes prontamente e colaboraram em massa para que a localidade saia do índice alto de presença das larvas do mosquito Aedes Aegypti.

A limpeza dos terrenos, o cuidado para evitar água parada e o uso de repelentes as ações que podem ajudar a eliminar o mosquito da dengue.

Em Guaíra há cinquenta casos positivos de dengue. Sendo vinte e três na localidade rural de Salamanca, catorze em Bela Vista e treze em Guaíra. Ao todo são 91 casos notificados. Número esse que coloca Guaíra em situação de alerta, pois cenários de epidemia contabilizam no mínimo 98 casos.

O último lira (Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes Aegypti) foi de 8,9%, ou seja, a cada 100 casas visitadas, 8,9 casas tinha larvas do mosquito.

Além do número expressivo de casos notificados, positivos e da lira, Guaíra ainda lida com sua posição geográfica, pois as cidades vizinhas de Terra Roxa, Mercedes e Mundo Novo – MS, já se encontram em estado epidêmico. E o Estado do Mato Grosso do Sul aparece em terceiro lugar com maior número de casos de dengue no Brasil.

Diante deste cenário, a vigilância sanitária já solicitou na 20ª regional de saúde de Toledo o carro fumacê. O coordenador da Vigilância Sanitária, Júlio Juvenal diz … “não queremos que Guaíra faça parte dos dados epidêmicos, passar o fumacê e fazer mutirões de limpeza são ações pequenas e inúteis se a população não ajudar e não se conscientizar. Dengue mata, não podemos deixar esse mosquito acabar com as nossas vidas. A vigilância está fazendo sua parte, mas precisamos da população também.”

Toda a atenção e cuidado na luta contra o mosquito Aedes Aegypti é necessária. Mantenham os quintais limpos, evitem água parada, usem repelente e ajudem a divulgar essas pequenas medidas para que juntos todos possam eliminar a iminência das doenças Dengue, Zika e Chicungunha.

Portal Guaíra via Assessoria


CLINICA SALUTAR