A Polícia Federal em trabalho conjunto com a PRF e que também contou com apoio irrestrito da Receita Federal do Brasil e Corpo de Bombeiros de Guaíra apreenderam aproximadamente 325 quilos de cocaína (cloridrato) que estava escondida em fundo falso de carreta com placas de Clevelândia.

Prejuízo estimado em R$ 58 milhões ao crime organizado.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

A diligência teve início ainda na noite de quarta-feira (18), quando os policiais interceptaram a carreta que estava carregada de milho e que viajava de Ponta Porã/MS com destino a Catanduva/SC

A abordagem foi realizada na Ponte Ayrton Senna, logo que a carreta adentrou no território paranaense vindo do Estado vizinho do Mato Grosso do Sul.

A droga estava escondida em um fundo falso preparado no tanque de combustível pelos traficantes, tendo sido necessária a ação de cães farejadores da Polícia Federal e uso do scanner da Receita Federal. Na situação a cadela COLLIE, integrante do Canil da PF em Guaíra apontou a presença de entorpecente. A Droga só foi acessada no fundo falso após ação dos bombeiros, que utilizaram equipamentos especializados para chegar ao local onde estava armazenado o entorpecente.

O motorista da carreta, homem de 49 anos, residente em Mafra/SC apresentou versões desconexas sobre origem e destino da carga, o que chamou atenção dos policiais. Diante dos fatos, após localização do entorpecente, o motorista recebeu voz de prisão e responderá pelo crime de tráfico internacional de drogas.

Essa foi a segunda apreensão de grande quantidade de cocaína na cidade de Guaíra realizada em poucos dias, já que no último dia 08 de julho, a PF também na Ponte Ayrton Senna, realizou apreensão de aproximadamente 1 tonelada do entorpecente em fundos falsos de duas carretas. Na ocasião os traficantes presos em flagrante também eram oriundos do Estado de Santa Catarina.

Portal Guaíra via Assessoria