imagem ilustrativa
ad

Compareceu na 13ª Delegacia Regional de Polícia de Guaíra, uma mulher para relatar que pessoas mal intencionadas haviam divulgado fotos de sua intimidade (nude selfie) no aplicativo Whatsapp.

Segundo a vítima relatou durante a confecção do Boletim de Ocorrências, ela teria perdido o cartão de memória do seu celular, e nele continham algumas fotos íntimas. Sendo que a pessoa que encontrou, invés de devolver o cartão, começou a divulgar as fotos em grupos do Whatsapp.

A vítima informou que a publicação não permitida tem prejudicado sua imagem.

O setor de inteligência da Polícia Civil deve apurar o caso.

Crime
A divulgação de fotos, vídeos e outros materiais com teor sexual sem o consentimento do dono pode ser interpretada pela Justiça como crime, de acordo com várias leis. O ato pode ser classificado como difamação (imputar fato ofensivo à reputação) ou injúria (ofender a dignidade ou decoro), segundo os artigos 139 e 140 do Código Penal.

Redação Portal Guaíra


CLINICA SALUTAR