[dropcap color=”#81d742″]O [/dropcap]Levantamento de Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) do mês de julho em Guaíra apontou um índice de 1,2% de infestação do mosquito da dengue no município.

Isso significa que a cada 100 casas visitadas, 1,2 tinham focos do mosquito Aedes Aegypti.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Conforme a Vigilância em Saúde, o índice está próximo do idealizado pelo Ministério da Saúde, que é de apenas 1%.

O LIRAa é uma ferramenta para identificar áreas com grande proliferação do mosquito, permitindo o direcionamento das ações de controle para as áreas mais críticas.

O coordenador da Vigilância em Saúde, também ressaltou que até agora só foi constatado um caso de dengue, e ainda assim foi um caso “importado”. Não foram constatados casos de chikungunya e zika vírus.

Apesar dos índices alcançados, Guaíra não está livre do perigo e a vigilância deve ser constante. “Não podemos relaxar. Não podemos nos satisfazer com o atual cenário, mesmo porque já tivemos problemas sérios com a dengue no passado. A vigilância precisa ser constante. Estamos fazendo a nossa parte, visitando, orientando, chamando a atenção nas divulgações e campanhas. Nossa intenção é não ter mais problemas coma dengue, mas precisamos da colaboração de todos. Estamos nos dedicando ao máximo”, destacou Julio.

Portal Guaíra via Assessoria