Na madrugada deste ssábado (05), a Polícia Militar de Guaíra, em patrulhamento pela avenida Benedita Rodrigues Camarini, a equipe visualizou um veículo VW/Amarok, ao realizar a abordagem desceu um indivíduo com andar cambaleante. Feito buscas no indivíduo, nada de ilícito foi encontrado.

Ele foi questionado pelos policiais, se tinha algo de ilícito no veículo. Ele informou que não. Disse apenas que havia dinheiro, informou que havia no console à frente do câmbio do veículo.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Foi realizada a busca veicular, sendo encontrado no veículo um copo com bebida alcoólica e o dinheiro ao qual o mesmo havia se referido em um maço preso com elástico. Aí questionado quanto de dinheiro havia ali, o indivíduo disse que o
dinheiro deveria ser contado, questionado se havia mais algum dinheiro no veículo, informou que não.

Foi continuada a revista veicular, sendo encontrado escondido no console central um invólucro preto, ao ser aberto foi encontrada grande quantia de dinheiro, sendo que este dinheiro foi contado em frente do condutor, totalizando R$ 17.000,00. Questionado qual a origem do dinheiro, não soube informar e nem o que ia fazer com o dinheiro, não soube informar e muito menos soube informar a origem.

Antes da abordagem, ele deu diversas versões dizendo que estava primeiro em Guaíra, depois disse que estava em Terra Roxa, mudou novamente a versão dizendo que estava em Iporã e ainda mais uma versão dizendo que estava em
Umuarama. Falas totalmente desconexas, a cada vez que era questionado mudava de
versão.

Questionado então com o que trabalhava, chamou o 1º Tenente próximo ao veículo Amarok e pediu para que entrasse ao veículo, o que foi negado pelo Tenente, porém ao se aproximar da porta do veículo ofereceu o maço de dinheiro que estava no console em frente ao câmbio e pediu para que o policial aceitasse para liberá-lo.

Diante dos fatos, foi dado voz de prisão, posteriormente esse dinheiro foi contado, totalizando R$ 1.850,00.

Foi acionada a equipe de Oliveira Castro para prestar apoio na condução do veículo até o pelotão de Guaíra. Ainda o condutor apresentava olhos avermelhados e forte odor etílico, diante disso foi oferecido teste etilométrico, que negou-se a realizá-lo, sendo então realizado termo de constatação de embriaguez.

Diante dos fatos, o veículo foi apreendido e encaminhado para a Polícia Civil de Guaíra e o condutor detido e também encaminhado para a polícia civil de Guaíra. Próximo ao final da confecção do boletim de ocorrência, às 02h45 (cerca de duas horas depois do início da ocorrência), decidiu fazer o teste etilométrico, o qual aferiu o valor de 0,23mg/l, sendoo valor considerado 0,19mg/l.

Redação Portal Guaíra