Por volta das 22h de sábado (09), a Polícia Militar de Guaíra foi acionada para atender a uma situação de violência doméstica.

No local, em contato com a solicitante, ela relatou que convive com um homem e mais
três filhos, um de três anos de idade e dois de cinco meses de idade e que por volta das 21h50, ao chegar em sua residência, o marido proibiu de entrar.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

A vítima tinha ido até a casa de sua mãe e ao retornar encontrou a casa aberta e o autor havia saído. Após alguns minutos retornou e encontrou ela amamentando uma das crianças, onde sem motivo aparente, puxou a criança do colo e ambos começaram a discutir. A vítima pediu para que ele deixasse a residência, pelo motivo da mesma não querer mais manter o relacionamento.

Após discussão, o agressor desferiu um soco contra as costas desta, que foi até o lado externo da residência para acionar a Polícia Militar, onde o autor disse “pode chamar quem for, até a polícia, que eu vou quebrar a sua cara”.

Relatou ainda que por diversas vezes tentou se separar, porém, ele se nega a sair da residência, e que por diversas vezes a proibiu de sair de casa, onde já chegou até a rasgar suas roupas, sempre a ameaçando.

Lembrou que já possui outros boletins registrados contra o mesmo e que já possui uma audiência marcada e que deseja requerer medida protetiva.

A vítima disse ainda que o agressor é usuário de drogas, como “maconha” e “cocaína” e que faz uso dessas substâncias no interior da residência, e que o motivo da briga no dia de hoje teria sido pelo fato de o autor ter usado tais substâncias.

Diante dos fatos, o autor foi conduzido até o 3º Pelotão de Polícia Militar de Guaíra para a confecção do boletim de ocorrência e, posteriormente, encaminhado a 13ª Delegacia de Polícia Civil de Guaíra para os demais procedimentos cabíveis.

A vítima entregou para a equipe policial, a quantidade aproximada de três gramas de substância análoga a maconha, a qual estava guardada pelo conduzido em um armário.

Redação Portal Guaíra