ad

[dropcap color=”#dd9933″]N[/dropcap]a última quinta-feira (20), uma equipe de Militares do BPFron realizava patrulhamento pela Avenida Thomaz Luiz Zeballos, quando se deparou com um homem que solicitou apoio. Segundo ele, a filha havia prendido a mão em um cilindro de padaria e que até o momento não havia acionado nenhum socorro.

Imediatamente a equipe acionou a Central de Operações, solicitou que fosse feito contato com o SAMU e Corpo de Bombeiros, e se deslocou para o Parque Hortência.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Uma equipe da Rádio Patrulha (RPA) da Polícia Militar de Guaíra estava atendendo uma outra ocorrência nas proximidades e também deu apoio a ação. 

No local os Militares do BPFron se depararam com a garotinha de apenas 1 ano e 3 meses, com a mão presa em um cilindro, conforme já descrito pelo pai.

Como os socorristas ainda haviam chego e diante do desespero da menina, os policiais decidiram iniciar cuidadosamente a retirada da mão da garotinha. E, após alguns minutos, com a utilização de algumas ferramentas, eles lograram êxito na ação. Nesse momento a equipe do SAMU chegou na casa e deslocou com a garotinha até a UPA para fazer os procedimentos de praxe.

O médico plantonista agradeceu aos Militares pela agilidade e destreza em solucionar o problema, sendo que a retirada da mão da vítima foi o fator primordial para a minimização dos danos, bem como agravamento do quadro clínico.

Redação Portal Guaíra