Sara Emanuele Martins (FOTO: Divulgação)
ad

Na madrugada de hoje (11), por volta das 01h30, um homem que é parente da garotinha Sara Emanuele Martins, de 08 anos de idade, e que estava desaparecida desde às 17h30 de ontem (10), procurou a 2ª Cia/BPFron de Guaíra. Ele contou aos Policiais que havia estado na residência onde a menina reside e foi informado pelo tio que havia encontrado a sobrinha morta, no quintal da casa, enrolada em um saco plástico.

Imediatamente o BPFron foi até o local e, ao visualizar o corpo, pôde observar que a garotinha possuía um corte na região do pescoço, indicando que possivelmente tenha sido degolada.

Após verificar o corpo e acionar o SAMU e Polícia Civil, os PMs foram até os fundos da moradia onde estava um jovem de 17 anos de idade trancado em uma espécie de edícula. Ele não quis abrir a porta, sendo esta forçada pelos Militares. O rapaz estava deitado em uma cama e coberto. Houve resistência da parte do menor, precisando ser contido.

O adolescente de 17 anos teria confessado o crime, o que será apurado pela equipe de investigação da Polícia Civil.

Contou que levou a menina até o banheiro e deu um “mata leão” (um golpe de estrangulamento usado nas artes marciais, realizada pelas costas do oponente.). Também revelou que tentou conte-la com uma fita adesiva, mas que não foi possível, sendo que então pegou uma faca e golpeou a vítima no pescoço.

O menor revelou os detalhes aos Policiais Militares do BPFron e Investigadores da Polícia Civil que estavam no local.

Diante dos fatos e atestado de óbito realizado pela medica do SAMU, pai e filho foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de Guaíra, onde estão detidos. Eles devem ser ouvidos ainda na manhã de hoje pelo Delegado chefe da 13ª DRP, Dr. Deoclécio Detros.

O corpo da pequena Sara Emanuele foi encaminhado ao IML de Toledo para os exames de necropsia e posterior liberação aos familiares para os atos fúnebres.

Redação Portal Guaíra


CLINICA SALUTAR