Fabian conseguiu deixar ao Heraldo saldos financeiros estimados em R$ 7 milhões (foto: AdrielMarcelo/PG)

O prefeito de Guaíra, Fabian Persi Vendruscolo (PT), acompanha com cautela as notícias referentes à medida provisória (MP) 82, a partir da qual a União pode devolver ao Estado, no fim de 2015, o trecho da BR 163 entre Guaíra e Marechal Cândido Rondon.

[quote bgcolor=”#dddddd” bcolor=”#45a834″ arrow=”yes”]

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

“As minhas reivindicações, desde 2013, são justamente ao contrário”, declarou Fabian.[/quote]

Pedidos Favoráveis

Ele lembrou que quando houve a recente inauguração de obras de adequação da BR 163 em Marechal Rondon, entregou em mãos, juntamente com o prefeito de Mundo Novo/MS, Humberto Amaducci, ao Ministro dos Transportes, Antonio Carlos Rodrigues, documento solicitando a federalização da Ponte Ayrton Senna.

Leia também:
Marechal Rondon – Ministro se compromete a definir futuro da Ponte Ayrton Senna em Guaíra

[quote bgcolor=”#dddddd” bcolor=”#45a834″ arrow=”yes”]

“No dia 25 de março participei de uma audiência com o ministro e reforcei essa solicitação. O ministro se mostrou favorável e determinou que sua equipe técnica conversasse com a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística e o DER (Departamento de Estradas de Rodagem) visando à rescisão do termo de delegação da ponte” comenta.[/quote]

Na ocasião, Fabian também pediu a construção do contorno rodoviário da cidade.

[quote bgcolor=”#dddddd” bcolor=”#45a834″ arrow=”yes”]

“O Dnit já contratou uma empresa de Porto Alegre que está fazendo o projeto”, adianta.[/quote]

Duplicação e Pedágio

Além de pedir a federalização da ponte e a construção do contorno, Fabian Vendruscolo afirma que outra iniciativa seria cobrar a duplicação da rodovia entre Guaíra e Marechal, após a conclusão da duplicação da BR 163 entre Marechal Rondon e Toledo.

Para ele, essa transferência de responsabilidade sobre o trecho não deve ocorrer.

[quote bgcolor=”#dddddd” bcolor=”#45a834″ arrow=”yes”]

“Mas se isso acontecer (devolução do trecho ao Estado), na minha opinião, adeus contorno e o pedágio na ponte será retomado”, opina.[/quote]

Portal Guaíra com informações do O Presente