GUAIRA-REUNIAO-CCO-FESTA-DAS-NACOES-2015-2

Faltando menos de três meses para a tradicional Festa das Nações de Guaíra, é intensa a movimentação dos trabalhos da nova Comissão Central Organizadora (CCO), o grupo de trabalho formado para gerenciar o evento filantrópico mais tradicional do Paraná.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Em 2015 a presidência da festa está sob a responsabilidade de Neimar Aloísio Troes, pároco da Igreja Nossa Senhora dos Navegantes, e assessorado pelo empresário Heraldo Trento (vice-presidente). Os dois terão responsabilidade de reestruturar o evento mais tradicional de Guaíra e para isso contam com total apoio do Governo Municipal e das entidades sócias assistidas pela festa.

Segundo os integrantes da CCO, neste ano a grande dificuldade está relacionada com a forma que deverá ser realizada a festa. Em 2014, atendendo um pedido no Ministério Público o Município de Guaíra licitou todo o evento, tanto as contratações de shows, quanto os espaços para as comidas e estacionamento. O problema é que da forma que foi feito a Festa das Nações tornou-se pouco interessante para as entidades.

Já em 2015 a empolgação é total, o maior motivo é a promessa de novidades. “Nós da CCO e entidades já estamos nos reunindo e uma coisa está concretizada, ao contrario do ano passado que havia a possibilidade do Centro Náutico virar uma escola, neste ano o prefeito Fabian já deu o aval e a Festa das Nações volta para os seus pavilhões”, afirma Neimar.

Outra questão que está sacramentada, segundo o presidente, é a possibilidade da festa contar com entrada franca quase que todas as noites. “Houve uma grande reclamação quanto aos valores cobrados para shows em outros anos. Neste ano, por conta do momento econômico, nós iremos optar por shows mais simples, talvez um de renome nacional. Mas a ideia principal é a de não cobrar a entrada. Tudo isso para que o dinheiro da festa fique no município, para que possa ser gasto nas colônias e que consequentemente dê um lucro maior para as entidades”.

Para Heraldo Trento, vice-presidente, o importante agora é encontrar a fórmula para que o evento possa ser realizado sem ferir o que preconiza o Ministério Público. “Já nos reunimos em pelo menos três oportunidades com o promotor. Sabemos quais são as responsabilidades que envolvem um evento como este. Infelizmente a Festa das Nações não é uma entidade, por isso que a fórmula deste ano será através de uma Parceria Pública-Privada, onde o município deve entrar com recursos para a contratação de shows e infraestrutura, e que cada entidade assistencial deverá assumir uma responsabilidade dentro do evento, cuidando do estacionamento, licitando o parque e barracas de exposição”, destaca.

Já Neimar Troes, um pároco que já está acostumado a envolver a comunidade nos eventos de sua igreja, o principal agora é o de criar o clima de Festa das Nações em Guaíra e região. “O que nós queremos é uma festa que volte as suas raízes. Queremos novamente a sociedade guairense participando. A Festa das Nações é importante para a cidade, mostra o município para os turistas, gera renda e o principal, colabora para as causas sociais”, finaliza.

Na próxima semana, a CCO da Festa das Nações estará recebendo os empresários de artistas com as propostas para a grade de shows e apresentações. Os nomes serão estudados, licitados e em breve os organizadores prometem anunciar as atrações.

GUAIRA-REUNIAO-CCO-FESTA-DAS-NACOES-2015

Portal Guaíra via Assessoria