Mesa diretiva 2017 é composta por dois vereadores de situação e dois de oposição (foto: Tioni Oliv./Portal Guaíra)

[dropcap color=”#dd9933″]A[/dropcap] 1ª Sessão Solene da Câmara de Vereadores de Guaíra, que aconteceu na noite de ontem (1º), teve a presença de várias autoridades, lideranças, convidados e a população que lotou a plenária da Casa de Leis.

Logo no início a expectativa era a respeito de quem seria o novo presidente do legislativo guairense e, consequentemente, a eleição de sua mesa diretiva para o ano de 2017.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Muitos nomes nas últimas semanas foram ventilados sobre quem ocuparia a presidência da Câmara. Entre os nomes mais comentados nas rodas de conversa estavam os vereadores Agnaldo Tadeu (DEM), Lumi Suga (DEM), Osvaldino da Silveira (PTB), Marlene Dallacosta (PTB) e Elza Romoda (PT).

Durante a votação para presidente da Câmara Municipal, houve a disputa entre os vereadores Elza Romoda (PT) e Carlos Czerwonka (PMN), onde em uma disputa apertadíssima, Elza foi eleita por 6 votos contra 5 de Czerwonka.

Além da vereadora Elza, participam da mesa diretiva os vereadores Alécio da Padaria (PSD) – vice-presidente; Marlene Dallacosta (PTB) – 1ª Secretária, e Sandro Sabino Borges (PP) – 2º secretário.

Elza como seu primeiro ato a frente da casa de leis de Guaíra deu posse ao prefeito eleito Heraldo Trento e a seu vice Beto Salamanca.

Primeiras falas dos vereadores

Cada um dos novos vereadores teve 5 minutos para fazer o uso da palavra:

Agnaldo Tadeu pediu um voto de confiança neste primeiro ano para o prefeito Heraldo Trento e sua equipe;

Carlos Czerwonka aproveitou para informar que para melhor exercer sua função como vereador, agora se encontra como oficial da reserva da Polícia Militar do Paraná;

O vereador Pr. Gilmar lembrou o desemprego entre a juventude e enalteceu os valores do prefeito Heraldo para superar esta dificuldade e gerar novos empregos na cidade;

Lumi Suga agradeceu a cada um dos cidadãos que votaram nela nas eleições de 2016;

Marlene Dallacosta agradeceu o apoio que recebeu dos pastores do município e aos 443 guairenses que lhe confiaram os votos na esperança de uma cidade cada vez melhor;

Osvaldino da Silveira comentou sobre a dificuldade da situação da saúde nacional que afeta diretamente a qualidade da saúde guairense;

O vereador Sandro Sabino Borges falou que espera uma Câmara unida e que não fará oposição ao governo Heraldo-Beto, mas prometeu ter um mandato independente;

Elza Romoda pediu que todos os vereadores tivessem como prioridade o bem da cidade e prometeu não refletir a polaridade política entre esquerda e direita, que acontece em outras esferas políticas;

Os vereadores Batista Ilhéus e Serginho da Vila Alta dispensaram o uso da palavra.

Redação Portal Guaíra
Fotos: Tioni Oliv. especial para o Portal Guaíra