No inicio da tarde desta sexta-feira (9), a diretora do Colégio Estadual Presidente Roosevelt, Solange Pastio Guerini, recebeu a imprensa para uma entrevista coletiva. Em pauta, como já havíamos anunciado hoje pela manhã, o corpo de um aluno, menor de idade, encontrado no pátio do colégio, vitima de homicídio.

Solange Pastio Guerini, diretora do Colégio Estadual Presidente Roosevelt
Solange Pastio Guerini, diretora do Colégio Estadual Presidente Roosevelt

O ALUNO

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Segundo a diretora, Maicon era tranquilo “Ele chegou recentemente de outro Colégio Estadual da rede de Guaíra”. “Menino normal e extremamente quieto, nenhum registro de queixa, brigas, discussões que envolvia seu nome, os professores comentaram que nunca tiveram problemas com o aluno e ele sempre teve notas boas”.

O DIA ANTERIOR

Conforme a diretora do Colégio, quinta-feira (8) foi um dia normal de aula nos três períodos – manhã, tarde e noite – nenhum fato ou clima diferente que pudesse chamar a atenção dos alunos, direção e demais funcionários.

“Terminada as aulas, uma das professoras comentou que quando ela foi pegar o automóvel para ir pra casa, notou que o pneu estava furado”. “Nesse momento, ela (professora) foi abordada – fora do colégio – pelo adolescente assassinado que lhe pediu sobre uma questão do trabalho aplicado em sala de aula, mas tudo normalmente, nada que ele ou outros alunos não tivessem feito outras vezes”.

menor-600x450
Maicon S. L., 14 anos, vítima de homicídio

A RESIDENCIA NO COLÉGIO

A casa, onde aconteceu – ao lado de fora – o homicídio do menor, estava vazia, porém, é habitada por um policial a convite do Colégio. Mas no momento ela se encontra desabitada e trancada. Naquele local onde aconteceu o homicídio não tem câmeras de segurança.

DESAPARECIMENTO

A diretora conta a imprensa como recebeu a noticia do desaparecimento do menor. “Hoje (9) pela manhã, a madrasta do menino procurou a direção do colégio para contar que, desde ontem (8), ele não havia retornado para casa após as aulas – Maicon estudava no período da tarde”. “E, para certificar se ele havia estado em sala de aula no dia anterior, a professora e vice-diretora, Ana Virginia da Silva – que conhece muito os alunos – foi colher informações com os colegas da vitima e constatou que ele esteve em sala e assistiu todas às aulas normalmente”.

homicidio-roosevelt-guaira7

O SINISTRO

Após apurar algumas informações sobre o dia anterior do aluno no colégio, diretora e vice resolveram dar uma olhada pelo pátio pra ver se poderiam encontrar alguma “coisa” fora dos padrões.

“Foi quando nos aproximamos da casa que fica no pátio do colégio e a vice-diretora, Ana Virginia, avistou a mochila do aluno e, infelizmente, ele caído entre as pedras”. “Rapidamente foi acionado o setor policial que deslocou uma equipe para acompanhar o caso” conclui a diretora.

Ainda pela manhã o corpo do adolescente foi encaminhado para o IML de Toledo onde os exames de necropsia, dirão as possíveis causa-morte.

Segundo os familiares, o corpo de Maicon será velado a partir das 21h30 na Capela Mortuária de Guaíra e o enterro no sábado (10), às 10h30.

O autor do homicídio não foi localizado e a Delegacia de Policia Civil assume as investigações a partir de agora.

homicidio-roosevelt-guaira

homicidio-roosevelt-guaira2

homicidio-roosevelt-guaira3

homicidio-roosevelt-guaira4

homicidio-roosevelt-guaira5

Redação Portal Guaíra