ad

Ontem foi comemorado o Dia Mundial da Água. Esta data foi criada com o objetivo de alertar a população internacional sobre a importância da preservação da água para a sobrevivência de todos os ecossistemas do planeta.

A Secretaria de Agropecuária, Infraestrutura e Meio Ambiente, por intermédio da Diretoria de Meio Ambiente, realizou nesta semana várias atividades em alusão a este assunto. Palestras em escolas foram ministradas pela equipe da diretoria, abordando a importância da Água.

Na manhã de quinta-feira (21), o meio Ambiente convidou as crianças do projeto CEACA/PETI de Guaíra, para conhecerem a nascente na propriedade do sr. Augustinho Koakoski no Maracaju dos Gaúchos, que é preservada e recebeu no ano passado um trabalho estrutural de revitalização.

Na ocasião, o coordenador de Meio Ambiente, Luis Vieira, explicou às crianças dados importantes de como a água é importante para o planeta. “Se todos soubessem o quanto a água é importante, aqui nessa nascente montaríamos um altar, pois é água é fonte de vida, não é possível sobrevivermos sem água. Devemos cuidar, manter o ambiente dela sempre bem cuidado, com muita vegetação para que a chuva seja levada por meio dos caules e raízes das plantas até os lençóis freáticos que formam as nascentes. As nascentes formam, minas, rios, lagos e também são as responsáveis por abastecer nossas casas, onde usamos para nosso consumo, como matar a sede e cozinhar. E mais. Vocês sabiam que não é possível fabricar mais água, que a água ela muda de lugar quando não é preservada, e que a mesma água que vemos agora, um dia fez parte do mundo dos dinossauros e todas as histórias desde que o mundo é mundo?”.

As crianças do CEACA/PETI puderam ouvir também a história da chegada da família Koakoski no Maracaju e de como aquela fonte de água os ajudou a sobreviver por meio do plantio. A matriarca da família, dona Terezinha contou que chegou em Guaíra em 1957 e desde então toda sua família vive da terra, mas enfatizou que aquela mina foi que deu a possibilidade de eles viverem e que até hoje é a água dessa mina que além de ser uma das nascentes do rio Birigui, abastece o açude dos peixes na propriedade da família e também irrigam as hortas e plantas.

Seu Augustinho Koakoski, contou que a mina é formada por 19 nascentes, uma ao lado da outra, e mostrou isso para o público curioso presente, quando esvaziou a mina. Ao esvaziar, ficou nítido as entradas de águas chamadas nascentes que brotam do meio da terra.

Juliane Cavaliere, Assessora do Meio Ambiente, fez uma rápida explanação sobre a importância do uso consciente da água, como não desperdiçar.

Lucelene Eleoterio Teixeira, fiscal de Meio Ambiente, explicou as crianças o que era e para que serve os lençóis freáticos, depois lançou um desafio a às crianças, onde todas tiveram que se comprometer a lutar pela preservação da água, colocando uma fita no pulso simbolicamente.

Assim foi comemorado o Dia Mundial da Água em Guaíra. Luis Vieira, comenta que ações como essa de preservação de nascentes, conscientização ambiental deveria ser obrigatória todos os dias, pois a água é o maior bem que o homem pode ter. O cuidado com a água não cessa.

Portal Guaíra via Assessoria


CLINICA SALUTAR