ad

[dropcap color=”#eeee22″]A[/dropcap] Secretaria de Educação, por meio do Departamento de Educação Especial realizou mais um encontro diante do projeto: “Saúde Mental Do Educador”.

O principal objetivo deste encontro foi o cuidado e prevenção da saúde mental através de atividades físicas.

A Psicóloga da Educação Márcia Marcelino Pedro realizou um diálogo com os educadores explorando a termologia “psico-somático”. Um dos seguidores dessa linha de pensamento médico foi William Motsloy, que há mais de 100 anos, em fisiologia da Mente, escreveu que quando o sofrimento não pode expressar-se pelo pranto, ele faz chorarem os outros órgãos.

Utilização do corpo como cenário para a dramatização simbólica de um determinado conflito. Corpo FALA e falam especialmente aqueles sentimentos que não puderem ser expressos com o simbolismo das palavras

Aliás ninguém mais contesta a interação entre o psiquismo determinando alterações somáticas e vice-versa: um estado gripal desencadeando um estado depressivo e, reciprocamente, um estado depressivo facilitando o surgimento de uma gripe.
Da mesma forma, as expressões populares, como “estou me cagando de medo”, “cego de ódio”, “estômago embrulhado de tanto nojo”, dentre tantos, atestam claramente o quanto a sabedoria popular, captou a existência estreita e incontestável relação entre os estados mentais e os corporais.

As neurociências demonstram como as emoções se desenvolveram para aumentar a sobrevivência e garantir a existência da espécie – por propiciar e organizar soluções mais adaptativas aos problemas inerentes aos seres vivos, tal como é a busca por atividades físicas, alimentação, a fuga de perigos, a reprodução, os cuidados com a prole e as relações sociais.

Atividade física pode ajudar na depressão, pois corpo libera serotonina e outros hormônios de prazer, modulando o humor.

Segundo Educador físico – Professor Ademir Neres, parceiro e colaborador do Projeto Saúde Mental do Educador “É preciso realizar pelo menos 30 minutos de exercício contínuo ou acumulado (3x 10 ou 2×15), corroborando para a saúde integrativa do corpo”.
Os exercícios recomendados caminhada, corrida, ciclismo, natação, dançar, pular corda, subir e descer escada e atividades domésticas (lavar roupa/louça, varrer a casa) desde que atinja 30 minutos contínuos.

Elianara Falci, Diretora do Departamento de Educação Especial, relata: este projeto vem sendo desenvolvido ao longo do ano, tendo como premissa a prevenção da Saúde Mental de cada educador, levando a refletir as diversas práticas e áreas, para que assim possamos melhorar os quadros da saúde integrativa.

Franciele Danelon, Secretária de Educação, parabeniza a equipe do Departamento de Educação Especial pelas ações do projeto, ressaltando a relevância das abordagens realizadas com todos os educadores da rede municipal de ensino.

TER SAÚDE MENTAL É?
– Estar bem consigo mesmo e com os outros;
– Aceitar as exigências da vida;
– Saber lidar com as boas emoções e também com aquelas desagradáveis, mas que fazem parte da vida;
– Reconhecer seus limites e buscar ajuda quando necessário;

LEMBRE-SE
Todas as pessoas podem apresentar sinais de sofrimento psíquico em alguma fase da vida.

Portal Guaíra via Assessoria


ad