Na sexta-feira (11), o Comitê Gestor do Plano de Prevenção e Contingenciamento em Saúde do COVID-19 esteve reunido na sede da Guarda Municipal para deliberar as novas medidas de enfrentamento à pandemia para Guaíra.

O Prefeito iniciou a reunião fazendo a chamada dos membros titulares e/ou suplentes que compõem o Comitê, e relatou que a composição dos membros foi alterada pelo Decreto nº 282/2021, incluindo representantes da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Emprego, ACIAG, OAB, Conselho de Pastores e Ministros Evangélicos, Igreja Católica, e a Câmara de Vereadores, para voto efetivo das medidas.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

O Diretor de Vigilância Sanitária, Francisco do Amaral Fontes, apresentou os dados epidemiológicos atuais da cidade, a taxa de ocupação dos leitos de UTI na Regional e Macrorregional de Saúde, e o avanço no Cronograma de Imunização contra o Covid-19, que atualmente conta um percentual de cerca de 22% da população guairense já vacinada. No entanto, Francisco fez questão de frisar a necessidade de conscientização da população sobre a emergencial fase vivenciada pelos trabalhadores de saúde, “A equipe de saúde pede socorro. Simplesmente não há leitos de UTI disponíveis. Precisamos que a população enxergue a gravidade dessa situação. Seja consciente. Não propague o vírus covid-19”.

Diversos representantes do segmento comercial guairense também estiveram presentes na reunião, e apresentaram demandas que foram ouvidas e analisadas pelos membros do Comitê.

O Vice-prefeito, Gileade Osti, esteve em tratativas com representantes do Governo do Estado, durante a reunião do Comitê, para informar-se sobre as novas medidas que serão decretadas pelo Governador Carlos Roberto Massa Jr., ainda hoje. Gileade enfatizou que a Administração busca conciliar a prudência na adoção das medidas de enfrentamento, com o suporte ao setor comercial que clama pelo avanço da crítica condição da economia.

O Prefeito Heraldo Trento colocou em votação as pautas apresentadas, e enfatizou: “Eu não quero atrapalhar a vida de ninguém. A economia precisa funcionar, se não o caos vai ser ainda maior. Mas ela precisa acontecer com prudência. Eu ainda preciso parabenizar os comerciantes, pois vejo que estão seguindo as medidas sanitárias, salvo algumas exceções. O que complica a situação são as festas clandestinas que ocorrem, e explodem os índices do boletim epidemiológico”.

Confira a seguir as novas medidas em vigor:
– Horário de restrição provisória de circulação em espaços e vias públicas, das 22h00m às 05h00m;
– Horário de atendimento ao público nos estabelecimentos comerciais, das 08h00m às 22h00m
– Os estabelecimentos comerciais como restaurantes, bares e lanchonetes poderão trabalhar com atendimento ao público de segunda-feira à sábado até às 22h00m, e aos domingos até às 15h00m, sendo permitido após esse horário somente sob o sistema de delivery. Excepcionalmente nos dias 11 e 12 de junho, está autorizado o horário das 08h00m às 23h00m para atendimento ao público neste segmento, respeitando o limite de capacidade máxima de 30% e demais medidas sanitárias em vigor. Ainda, está autorizado o uso da calçada com 01 fileira de mesas e no máximo 06 ocupantes sentados;
– Açougues, supermercados, mercados e similares poderão funcionar de segunda-feira à domingo, até às 22h00m;
– As conveniências poderão funcionar de segunda à sábado, até às 22h00m, e aos domingos até às 15h00m, sendo após esse horário permitido somente o sistema de delivery, e proibido o consumo no local;
– As padarias/panificadoras poderão funcionar de segunda à sábado até às 22h00m, e aos domingos das 06h00m às 12h00m, e das 16h00m às 22h00m, sendo permitido após esse horário somente no sistema de delivery;
– Os estabelecimentos de lavagem de veículos poderão funcionar de segunda à sábado até às 22h00m.
– A multa para o descumprimento dessas medidas é de 100 UFG, ou seja R$ 4765,00.
Entre outras disposições que poderão ser conferidas no decreto, na íntegra, em anexo na matéria.

As medidas de enfrentamento para a rede escolar e de ensino encontram-se no Decreto nº 285/2021, também disponível em anexo.

Portal Guaíra via Assessoria