[dropcap color=”#8224e3″]N[/dropcap]o último dia 25, reuniram-se na sala de reuniões da Secretaria Municipal de Ação Social, os membros do CMDCA – Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente com os representantes das Secretarias Municipais de Ação Social, Saúde, Esporte e Lazer, ACIAG, entidades não-governamentais e o representante do Ministério Público, o Promotor de Justiça Dr. Rafael Dopico.

Na reunião foram apresentados ao CMDCA, os novos gestores da Secretaria de Ação Social, o Secretário Almir Bueno e a Diretora Sheila Juliana da Silva.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

A reunião teve como pauta principal, a oficialização ao Conselho dos repasses às entidades não governamentais, referentes aos recursos arrecadados com as Campanhas de Incentivo Fiscal do Imposto de Renda, realizados de 2011 a 2015. O valor arrecadado totalizou R$ 99.900,00 (noventa e nove mil reais). Desse valor o CMDCA autorizou que fosse dividido em três partes iguais e repassado para a Associação Pestalozzi de Guaíra, para APMI – Associação de Proteção à Maternidade e a Infância e a terceira parte para ser utilizada aos atendimentos dos requerimentos das demais entidades registradas junto ao Conselho.

A presidente Rosmari Aparecida Michels agradeceu ao engajamento de todos os envolvidos nas campanhas, principalmente aos dirigentes do Banco SICOOB, ACIAG, Banco do Brasil, representantes dos escritórios contábeis do município, e aos contribuintes que destinaram parte de seu imposto de renda devido, aos projetos destinados à área da criança e do adolescente do município.

Em seguida, a presidente apresentou aos membros a Prestação de Contas do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, referente a execução no ano de 2016, quando teve a oportunidade de apresentar os gastos e responder as dúvidas de todos os presentes.

O secretário Almir Bueno anunciou que o CMDCA terá uma reestruturação neste início de ano e também se colocou à disposição das entidades e dos demais participantes no que for preciso.

Para quem tiver interesse em ajudar O CMDCA, além de doações tradicionais, as pessoas físicas podem efetuar a destinação aos Fundos da Criança no momento da Declaração de Ajuste Anual (DAA), com dedução restringida a 3% do limite global de 6%. Isso significa que a pessoa que destinar recursos ao Fundo da Criança entre 1º de janeiro e o último dia útil de abril poderá deduzi-la do IR devido do ano em ajuste. Caso durante o ano anterior a pessoa tenha feito uma destinação abaixo do limite, poderá complementá-la para atingir o teto de 6%.

Portal Guaíra via Assessoria