Lixos e entulhos são descartados pelos próprios moradores (foto: Divulgação)
ad

[dropcap color=”#1e73be”]O[/dropcap]Portal Guaíra recebeu uma ligação-denúncia. Nela, um morador – cidadão guairense – da região central da cidade reclamava do descaso, não do poder público com a limpeza, mas dos próprios moradores que estavam jogando lixo no canteiro central.

“O setor responsável pela coleta de lixo e pela limpeza, pelo menos aqui nessa região, tem feito o dever de casa. Porém, os moradores é que têm esquecido o seu papel e, após o lixo ser recolhido pelo o município, eles [moradores] voltam a depositar no mesmo lugar, deixando uma imagem feia pra quem passa por aqui” indigna-se o cidadão.

O Portal Guaíra foi incisivo em perguntar se já fazia algum tempo que o lixo estava depositado naquele local, mas conforme o morador, a questão é que após a limpeza as pessoas voltam a jogar o seu lixo no mesmo local.

“Eu acredito que cada um precisa fazer a sua parte. Nós como moradores devemos cobrar do poder público, mas também devemos ajudá-lo a manter limpo. Veja o local onde o lixo está depositado, defronte a residência de um médico, à esquerda fica o Hospital São Paulo, à direita um cartório onde dezenas de pessoas frequentam todos os dias. E mais, estamos apenas a 100 metros do Fórum, Banco do Brasil e Educandários particulares. Qual exemplo que estamos dando para os que passam por aqui e olham toda essa sujeira?” completa.

O Portal Guaíra manteve contato com o setor responsável do Município para saber o que pode ser feito nesse caso, e recebemos a seguinte nota que vamos publicar na íntegra:

[quote bcolor=”#dd9933″]

Nota de esclarecimento

O Município de Guaíra há alguns anos realiza o serviço de retirada de entulhos e galhos para a população, embora exista uma lei municipal que diz que é responsabilidade do cidadão o descarte de entulhos.

Como, a rigor, a lei nunca foi aplicada e o governo municipal nunca deixou de prestar este atendimento, a Secretaria de Infraestrutura informa que continuará prestando os serviços, estabelecendo, contudo, duas medidas:

A primeira medida será a publicação de um cronograma preciso com datas em que o caminhão passará por determinados bairros. A previsão é de que o caminhão passe por um bairro a cada 60 ou no máximo 90 dias. Se alguém jogar entulhos fora do prazo estipulado, este deverá ser multado.

A segunda medida será a disponibilização de 10 ecopontos para depósito de pequenas quantidades de entulhos, galhos e inservíveis (móveis, eletrodomésticos, etc.).

A Secretaria de Infraestrutura alerta que grandes quantidades de entulho devem ser destinadas a empresas especializadas.

O governo municipal está tendo dificuldades em dar conta da demanda pelo recolhimento de entulhos, muito por conta da falta de colaboração por parte dos cidadãos e também por problemas mecânicos em alguns caminhões.

Os veículos pesados foram consertados e devem entrar em operação neste mês.

[/quote]

Redação Portal Guaíra


CLINICA SALUTAR