Serão retomadas nesta manhã as buscas pelo rondonense Daniel Henrique Engelmann, de 19 anos, soldado do Exército Brasileiro, que caiu no Rio Paraná, em Guaíra, na noite de domingo passado.

O general de Brigada, Claudio Henrique da Silva, comandante da 15ª Brigada de Infantaria Mecanizada de Cascavel, revelou que ontem as buscam envolveram 14 embarcações, um helicóptero da Polícia Rodoviária Federal, com auxílio da Marinha do Paraguai.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

O general descreve que desde o dia 9 de maio foi intensificado o monitoramento das fronteiras do Brasil com a Operação Covid-19.

Os três militares que tiveram a embarcação atingida estavam fazendo a patrulha aquática na região quando foram surpreendidos pelos criminosos que estavam em outra embarcação carregada com droga.

Os militares foram socorridos por outra embarcação que estava próxima, no entanto, o soldado Daniel Henrique Engelmann, de 19 anos, procedente de Marechal Cândido Rondon, não foi mais localizado.

Durante as buscas ao militar desaparecido as equipes encontraram um colete e um boné do jovem rondonense.

Além das embarcações empregadas para localizar o militar desaparecido, o Exército também pediu apoio de três helicópteros da Polícia Federal de Brasília.

Também foi encontrada uma tonelada de maconha boiando no rio.

Nenhum suspeito foi localizado e preso.

Um Inquérito Militar está sendo aberto para investigar o caso.

As informações são da Rádio Difusora do Paraná