A Comissão Educação, Saúde e Assistência promoverá nesta sexta-feira (24) uma audiência pública para tratar do assunto.

O pedido para a realização do evento foi feito pela vereadora Cristiane Giangarelli, e aceito pelas Comissões Permanentes do Legislativo, considerando a importância de debater sobre os avanços e retrocessos no panorama das políticas públicas e os impactos no enfrentamento à essa violência.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

No requerimento, através da justificativa, foi citado que diante das estatísticas levantadas pelo Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes, que três meninos ou meninas sofrem abuso a cada hora, e entre as vítimas 51% têm entre 1 e cinco anos.

“Desta forma, é visível a necessidade de contribuir discutindo novos avanços no panorama das políticas públicas, reunindo o poder público e entidades da sociedade organizada buscando ouvir outras propostas de enfrentamento aos crimes sexuais praticados contra crianças e adolescentes”, explica a vereadora Cristiane.

Conforme a vereadora Tereza, presidente da Comissão responsável pela realização do evento, a Câmara estará abrindo definitivamente as portas para discutir o assunto. “Sabemos da importância do tema e entendemos que a realização de uma audiência pública é o caminho”, adiantou.

Convidados para o debate:
• Psicóloga da Secretaria de Saúde, Marlete Frare;
• Psicólogo Especialista em Saúde Pública, Tiago Moreira;
• Promotor da Vara de Infância e Juventude, Esdra Soares Vilas Boas Ribeiro;
• Juíza da Vara Criminal da Infnância e Juventude; Renato Mattos Fidalgo;
• Secretária de Assistência Social, Keila Marta Francisco
• Conselheiro Tutelar, Andre Marchi.
Também estão envolvidos na audiência:
• Psicóloga Janaína Vendruscolo;
• Escolas municipais e particulares;
• Colégios estaduais;
• Projeto Girassol;
• Pastoral da Criança;
• Secretaria de Educação;
• Secretaria de Saúde;
• Secretaria de Segurança Pública;
• Conselho de Educação;
• APMI;
• Conselho da Mulher.

O evento será realizado no plenário e terá início às 10h. Quem não puder participar, poderá acompanhar em tempo real pelo Facebook, Site e Youtube da Câmara Municipal e ainda enviar perguntas, sugestões e críticas.

Portal Guaíra com Assessoria