ad

[dropcap color=”#dd3333″]N[/dropcap]o início da noite de ontem, policiais da Rádio Patrulha de Guaíra, foram acionados para atenderem a uma ocorrência de disparo de arma de fogo, em uma residência, no Bairro Santa Clara.

No local, os policiais constataram que havia um homem com ferimentos no rosto, mais precisamente na bochecha. A vítima tem 49 anos e estava consciente quando os policiais lhe localizaram. A vítima afirmou que o atirador seria um rapaz de 23 anos.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

De acordo com a vítima, o motivo pelo disparo da arma de fogo efetuado pelo jovem, se deve por motivos preteridos, no qual discutiam sobre “lixo”, palavra essa que ele não quis descrever melhor.

Em dado momento, os policiais foram abordados pela mãe da vítima, que disse que estava presente no momento do disparo. Ela disse que entrou em luta corporal com o acusado, para evitar a morte do filho.

Policiais encontraram uma segunda marca de tiro, que foi localizada na parede de madeira de cozinha, sobre o fogão de lenha.

O Samu foi acionado pelos policiais, que prestou atendimento no local tanto para a vítima, quando para a sua mãe.

No local, foi entregue aos policiais dois estojos intactos de revólver calibre 38. Em dado momento, uma viatura do BPFron compareceu para prestar auxílio. Com isso, localizaram mais uma arma, sendo um revólver calibre 38 , que continha seis estojos, todos eles deflagrados.

Diante dos fatos, um boletim de ocorrência foi confeccionado. As armas e os estojos foram entregues na Delegacia de Polícia Civil. O acusado não foi localizado.

Redação Portal Guaíra