ad

Aproximadamente 180 Kg de BHC (agrotóxico) foram recolhidos em Guaíra na quinta-feira (7). A ação, realizada pela Emater em parceria com a Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente foi acompanhada de perto pelo secretário João Paulo Machado.

Até agora, mais de quatrocentas e quarenta toneladas de BHC, agrotóxico proibido no Brasil desde 1985, já foram recolhidas no Paraná por intermédio de um projeto desenvolvido pelo governo do Estado, Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Instituto das Águas– Águas Paraná e Instituto Ambiental do Paraná – IAP) e da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento (Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural – Emater), além de representantes do setor privado, entre eles, o InpEV, Sistema Ocepar e Sistema Faep.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

O projeto iniciou em 2009, quando os agricultores tiveram a oportunidade de declarar a existência BHC e/ou outros agrotóxicos proibidos por lei em suas propriedades rurais, com respaldo da Lei Estadual n° 16.082/2009, que os isentou de quaisquer sanções cíveis, penais ou administrativas, relacionadas à posse desses agrotóxicos. Em 2012, as ações estão tendo continuidade com o recolhimento dos produtos.

Eles são acondicionados em armazéns localizados em 20 regiões do Estado, licenciados para recebê-los temporariamente, de acordo com um calendário de devolução. Depois, os produtos são encaminhados para a incineração. Todo esse trabalho começou em março e se estende até julho.

A ação visa retirar do campo os agrotóxicos obsoletos, em especial os organoclorados.

Os agrotóxicos recolhidos em Guaíra foram levados para Terra Roxa. “Acho importante que os agricultores tenham consciência de que estes produtos são nocivos. Quem quiser seguir o exemplo, pode entrar em contato conosco”, informou João Paulo.

Fonte: Assessoria