Na terça feira (23), o Conselho Tutelar de Guaíra recebeu informações de que um adolescente de 14 anos estaria acorrentado em uma residência. De imediato, os agentes do conselho acionaram as equipes da Guarda Municipal e ambas as equipes se deslocaram de forma conjunta até a localidade descrita na denúncia.

Ao chegarem, os guardas verificaram um adolescente de 14 anos acorrentado em uma cadeira com sinais visíveis de agressão física. O dono da residência confirmou ter prendido o adolescente desde a noite anterior pelo fato de acreditas que o mesmo seria o responsável pelo furto de sua bicicleta.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Em seguida, o adolescente apontou o local onde teria vendido a bicicleta porém nada foi encontrado pela Guarda Municipal, após isso, tanto o dono da residência quanto o adolescente foram convidados a acompanhar os profissionais até a Delegacia de Polícia Civil, onde ao ser relatado a situação foi determinado pela autoridade policial, a confecção do laudo de lesão corporal, onde o adolescente foi levado até a UPA para a confecção do referido documento, em seguida o adolescente foi levado até a sede da secretaria da Ação Social para tomadas de cuidados básicos como higiene e alimentação de onde fugiu em desabalada carreira tomando rumo ignorado.

De imediato, equipes da Guarda Municipal e Conselho Tutelar adotaram diligências para localizar o adolescente, onde posteriormente o mesmo foi encontrado pela equipe do Conselho Tutelar já de posse de um aparelho celular, a equipe da Guarda Municipal compareceu ao local para prestar apoio.

Já na chegada na Delegacia de Polícia Civil, ao ser perguntado sobre o celular o adolescente disse ser de propriedade de um familiar, durante a confecção do boletim de ocorrência, chegou na Delegacia um casal dizendo que teria sido vítima de furto onde a bolsa com documentos e um celular teria sido furtado do veículo, ao avistarem o adolescente o casal reconheceu o mesmo como autor do suposto furto, disseram ainda que o adolescente estaria acompanhado de um homem adulto durante o furto, o qual foi identificado pelas autoridades.

Após feita todas as documentações cabíveis, o homem que manteve o adolescente em cárcere privado foi preso em flagrante. O adolescente foi entregue ao Conselho Tutelar de Terra Roxa, local onde reside o adolescente onde o Juiz da Vara da infância e da juventude daquela comarca também será informado.

Redação Portal Guaíra