ad

[dropcap color=”#dd3333″]N[/dropcap]a noite de sábado (9), por volta das 21h30, uma equipe de Policiais Militares estava na UPA quando deu entrada uma vítima de atropelamento em estado grave (traumatismo craniano, fratura na perna direita e escoriações generalizadas.

Segundo informações o veículo causador do acidente era um Ford/Escort de cor prata e placas de Guaíra/PR, possivelmente de uma tornearia localizada na Vila Margarida.

Imediatamente os PMs iniciaram diligências e localizaram o carro em um terreno no Bairro indicado. Ele estava com o farol, paralamas direito e para-brisa quebrados e com mancha de sangue.

O morador do local informou que seu pai teria ido até a Polícia Militar para relatar o ocorrido, e também se deslocou junto com os Militares até a residência do condutor do automóvel no momento do atropelamento, no Jardim Guaíra.

Em contato com os pais do acusado eles autorizaram que os Policiais adentrassem a moradia, quando o rapaz foi localizado nos fundos da casa, em meio a algumas madeiras.

Realizado o teste de Etilômetro, foi registrado 0,58 mg/l.

O acusado admitiu ter pego o veículo e causado o atropelamento. E revelou que somente não prestou socorro por não possuir habilitação.

Diante dos fatos ele foi conduzido para esclarecimentos na Polícia Civil.

Redação Portal Guaíra


CLINICA SALUTAR