O Município de Guaíra por intermédio da Secretaria de Educação via Diretoria de Educação Especial realizou na noite de quinta-feira (10) a quinta cerimônia de formatura do projeto Falando com as Mãos. A solenidade foi realizada no centro de eventos Múltiplo uso e reuniu 70 formandos, familiares e toda equipe da secretária de educação.

O sentimento de emoção marcou a noite. Na mesa de honra, estiveram presentes: o vice-prefeito Gileade Osti; a secretária de Educação Franciele Danelon; o vereador Sergio Korb; o secretário de Desenvolvimento econômico e Emprego, Adriano Richter; a Diretora de Educação, Gislaine Farias; a diretora de Educação especial, Elianara Falci; a diretora de Alimentação Escolar, Vanessa Richter; e o diretor de Frotas, Egon Giacumuzzi.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

A diretora de Educação Especial, Elianara Falci, iniciou os pronunciamentos da noite destacando que em cinco anos de projeto, 300 pessoas receberam a certificação do aprendizado em LIBRAS. “Só temos a agradecer as 300 pessoas que já passaram pelo curso, que dispuseram de um tempo em suas vidas para procurar o conhecimento que fomenta a inclusão social das pessoas com deficiência auditiva. O sucesso do projeto Falando com as Mãos é resultado das pessoas que se importam, que almejam conhecimento, que dedicam tempo para poder se comunicar com essa comunidade de pessoas que tanto sofrem, não encontrando pessoas, nas escolas e comércios que entendam e acolham. Parabéns aos formandos!”

A professora Sandra Saucedo e a instrutora Mirian Brazolotto, organizaram uma cerimonial com apresentações artísticas, onde os alunos dos módulos 1,2 e 3 cantaram com as mãos quatro belas canções tocadas e cantadas pela artista Laura de Souza Wagner, Pai Nosso, Pintor Do Mundo, A Paz, Um Mundo Bem Melhor. Para quem vivenciou o momento, a emoção foi contagiante. Luzes apagadas, todos os alunos de preto, com luvas brancas que destacavam na luz negra.

Gislaine Farias, Diretora de Educação parabenizou os formandos pelo empenho e dedicação nos estudos de uma nova língua. “Seja para crescimento profissional ou até mesmo desenvolvimento pessoal, é gratificante ver tantas pessoas interessadas em aprender algo que é inclusivo e possibilita a acessibilidade à comunidade surda. Afinal, nós da Educação acreditamos que a Educação é um agente transformador, e é através dela que muitos preconceitos serão eliminados. Gratidão a cada um, e que nunca percam a essência de lutar por um futuro melhor por meio da educação.”

O vereador Sergio Korb que estava representado a casa legislativa municipal, reforçou a importância da inclusão social para as pessoas que tem alguma deficiência. “A inclusão é muito importante. Eu preciso de uma cadeira para me locomover e muitas pessoas lutam diariamente para acessar a comunidade com suas deficiências. O projeto Falando com as Mãos é grande e tem esse sucesso porque é feito para incluir pessoas a sociedade”.

A história do Projeto Falando com as Mãos foi relembrada no discurso da secretária de Educação Franciele Danelon. “Lembro como se fosse hoje, quando a sogra da Mirian Brazolotto, nossa instrutora do projeto, dona Imbelina, chegou na minha sala falando que a nora dela formada em pedagogia e deficiente auditiva estava de mudança para Guaíra e queria uma oportunidade de emprego. Ao observar o amor daquela sogra pela nora, e depois só conhecer a Mirian, imediatamente chamei a diretora Elianara e juntas decidimos que tínhamos que ter um projeto de inclusão voltado a Libras. Elianara rapidamente lembrou da professora Sandra Saucedo, a quem procuramos e ela apresentou um projeto que já tinha pronto, que reformulamos e então nasceu o Falando com as Mãos. Esse é um projeto embalado pelo amor”, enfatizou a secretária.

O vice-prefeito Gileade Osti, estava visivelmente emocionado e exclamou em suas palavras que a bandeira da inclusão faz parte do plano de governo da gestão Heraldo |Trento desde o primeiro mandato. “Acreditamos que a educação é o melhor caminho para a construção de uma sociedade mais justa, mais inclusiva, mais eficiente e desenvolvida. A libra é um meio da comunicação eficiente de acolher a comunidade surda, de oferecer oportunidades de emprego, de inserir. Somos apoiadores de projetos como este. Parabenizo todos os formandos, não só pela conquista, mas pela iniciativa de buscar o conhecimento”.

Guaíra - 5ª formatura do Projeto Falando com as Mãos, atinge a marca de 300 formandos • Portal Guaíra Guaíra - 5ª formatura do Projeto Falando com as Mãos, atinge a marca de 300 formandos • Portal Guaíra Guaíra - 5ª formatura do Projeto Falando com as Mãos, atinge a marca de 300 formandos • Portal Guaíra Guaíra - 5ª formatura do Projeto Falando com as Mãos, atinge a marca de 300 formandos • Portal Guaíra Guaíra - 5ª formatura do Projeto Falando com as Mãos, atinge a marca de 300 formandos • Portal Guaíra

Portal Guaíra via Assessoria