ad

[dropcap color=”#81d742″]E[/dropcap]ntre os dias 28 de abril e 01º de maio, Guaíra reviveu as emoções da Festa das Nações, o maior evento da cidade e considerado o maior evento beneficente do Paraná.

A edição de número 41 contou com diversas atrações. Na quinta-feira, 27, a Fronteira do Leite, feira da bovinocultura do leite, foi aberta oficialmente. O programa Modão do Brasil, da Paraná Educativa, foi gravado no Centro Náutico, seguido por um festival de talentos. Beto e Alex, Adriano e Adson e Jeferson, pratas da casa, foram os classificados para a semifinal do festival, que será realizado em Curitiba, no Teatro Guaíra.

A abertura oficial da festividade, porém, aconteceu na sexta-feira, 28, com a presença de diversas autoridades do Brasil e do Paraguai. Os deputados Élio Rusch, Cláudio Palozi, Ademir Bier e André Bueno marcaram presença, assim como os prefeitos de Terra Roxa, Altair de Pádua, Mundo Novo, Valdomiro Sobrinho, e Palotina, Jucenir Leandro Stentzler.

A noite foi marcada pelo show do Cidade Negra. O grupo de Toni Garrido interagiu com o público, deixando uma mensagem de paz, amor e de justiça social.

No sábado, quase 10 mil pessoas prestigiaram o eletrizante show de Antony e Gabriel.

No domingo, turistas e guairenses puderam provar as delícias das sete nacionalidades que contribuíram para a formação da plural cidade de Guaíra. Iguarias árabes, comida típica alemã, delícias do Paraguai, Itália, Portugal e Japão e pratos saborosos do Brasil. Todas as tradicionais barracas ofereceram o tradicional almoço.

Á noite, uma multidão acompanhou o show de Bruna Viola. Simpática, segura e carismática, ela deu um verdadeiro espetáculo, recebeu os fãs, visitou a Fronteira do Leite e surpreendeu quem não a conhecia.

No dia 01º de maio, o tradicional show de prêmios sorteou um veículo 0 Km (Fiat Mobi), uma moto e uma TV 40 polegadas.

O guairense Vanderlei Teodoro Alves levou dois dos três prêmios: o carro e a televisão. A moto ficou com Cátia Cristina Mendonça, de Umuarama.

O prefeito Heraldo Trento ficou satisfeito com o resultado. “A festa conseguiu resgatar suas origens sem deixar de inovar, de agregar valor com a feira do comércio, indústria e serviços e com a Fronteira do Leite, que a cada ano fica maior. Então, sob todos os aspectos, a festa foi um desafio e, agora dá para dizer, um sucesso. O público compareceu, não tivemos nenhum incidente grave, e os shows foram muito bons. Tudo isso, vale lembrar, em uma festa com entrada franca e com todo o dinheiro arrecadado com as taxas de estacionamento sendo revertido para as sete entidades assistenciais que são a razão de existir desta festa”, destacou.

ExpoGuaíra
Nos últimos anos, a Festa das Nações ganhou um reforço de peso em sua programação. Trata-se da Fronteira do Leite, feira que expõe o potencial da bacia leiteira nesta faixa de fronteira.

Em sua terceira edição, a feira divide as atenções, estimula os produtores com competições, palestras e com o Concurso Delícias do Leite, que premia o melhor queijo, o melhor doce e a melhor bebida láctea.

A ideia encabeçada pelos produtores rurais também animou a Associação Comercial de Guaíra. Pelo segundo ano consecutivo, aconteceu a Feira do Comércio, Indústria e Serviços.

A junção das duas propostas praticamente no mesmo espaço foi chamada de ExpoGuaíra, ideia que começa a tomar corpo e deve se desenvolver ao longo dos próximos anos dentro da Festa das Nações.

Portal Guaíra via Assessoria


ad