A Polícia Civil informou, na noite desta quinta-feira (5), que concluiu o inquérito que apura o desaparecimento de um casal em Goioerê, no noroeste do Paraná, e indiciou cinco pessoas por envolvimento no crime.

De acordo com a polícia, os cinco indiciados devem responder pelos crimes de homicídio qualificado e ocultação de cadáver, além de terem a prisão preventiva decretada.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Quatro deles já estavam presos, e o quinto estava em liberdade até esta quinta-feira.

Kawany Machado e Rubens Bigueti Junior desapareceram no dia 3 de agosto e até esta quinta-feira não haviam sido encontrados. Na data do desaparecimento, o filho deles, de cinco meses, foi encontrado abandonado em uma rua, em frente a uma casa.

Conclusão do inquérito
Segundo o delegado Adaílton Ribeiro Junior, as investigações apontaram que as duas vítimas vinha sendo ameaçadas pelos suspeitos há algum tempo.

Conforme a polícia, na data do desaparecimento, os dois foram atraídos pelo grupo até um local desconhecido, onde foram rendidos e assassinados.

Ainda de acordo com a investigação, os indiciados esconderam os corpos do casal e atearam fogo no veículo deles, para tentar dificultar a apuração dos policiais.

O carro foi encontrado incendiado, no dia seguinte, em uma área rural.

Em 12 de agosto, uma mulher foi presa suspeita por tráfico de drogas e passou a ser investigada por suposto envolvimento no caso. Segundo a polícia, a expectativa era de que ela pudesse esclarecer os fatos, no entanto, ela ficou em silêncio.

Os outros três indiciados foram presos em setembro. Na casa de um deles, em Tapejara, os policiais encontraram joias, aparelhos eletrônicos e outros objetos.

Segundo informado pelo delegado, na data da prisão, a suspeita é de que os itens foram roubados da casa de Kauany e Rubens após o desaparecimento.

Portal Guaíra com informações do G1