ad

O novo chefe da Comissão de Arbitragem da Confederação Brasileira de Futebol Leonardo Gaciba, informou que as novas regras da International Board, vão ser colocadas em prática desde o início do Campeonato Brasileiro 2019..

Em outras partes do mundo, as novas determinações só serão aplicadas a partir de 1º de junho.

O objetivo da “antecipação” segundo o ex-árbitro, é evitar injustiças resultantes das mudanças no meio do campeonato, como por exemplo a que estipula que treinadores também podem ser advertidos com cartões amarelos e vermelhos, já que valem como critério de desempate.

Ele prometeu aumento no salário dos árbitros, além de lutar pela profissionalização da categoria.

“Se dependesse de mim, os árbitros viveriam de apitar a partir de amanhã. A geladeira acabou, assim como os prêmios. No lugar lutaremos por um aumento fixo. O último aumento desse tipo foi no ano de 2001”, comentou.

Mudanças
Entre as novas regras, situações específicas relacionadas à mão na bola, por exemplo, onde qualquer gol marcado diretamente com a mão e qualquer chance de gol criada desta maneira serão invalidados.

Com relação às substituições a IFAB decidiu que o jogador terá a obrigação de deixar o campo pela linha mais próxima quando for substituído para diminuir o tempo de parada da partida.

O goleiro não será mais obrigado a cobrar tiros de meta ou faltas dentro da área.

Nos pênaltis o goleiro só será obrigado a manter um dos pés sobre a linha do gol antes da cobrança da penalidade máxima.

O árbitro sempre deverá reiniciar o jogo com bola ao chão sempre que ela esbarrar em seu corpo.

Portal Guaíra com informações da CBF


CLINICA SALUTAR