Na última semana, as Inspetorias da Receita Federal de Guaíra/PR e Mundo Novo/MS realizaram uma ação conjunta com o objetivo de reprimir o contrabando e o descaminho nas Agências dos Correios da região fronteiriça.

A ação alcançou 08 agências em sete municípios paranaenses, onde foram retidos 304 volumes postados.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Segundo informado ao Portal Guaíra, tratam-se de mercadorias estrangeiras sem comprovação de origem e mercadorias acompanhadas de notas fiscais suspeitas.

Entre as mercadorias retidas estavam: videogames, celulares, eletrônicos, diversos itens de informática, perfumes, cosméticos, variedades em apetrechos de pesca, bicicletas e pneus de motocicleta. Estima-se que esta ação tenha superado o valor de R$ 100 mil em mercadorias retidas.

As pessoas que tiveram mercadorias retidas serão intimadas a apresentar documentos que comprovem que as mercadorias foram introduzidas regularmente no país.

As mercadorias introduzidas como bagagem, dentro da cota de isenção, não podem ser remetidas para terceiros através da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos.  Não é permitido comercializar mercadorias introduzidas como bagagem.

Orienta-se que as empresas que comercializam mercadorias pela internet sempre enviem as mercadorias acompanhadas da respectiva Nota Fiscal de Venda.

Não são válidas notas fiscais escritas à mão. A comercialização deve ser estar amparada por Nota Fiscal Eletrônica.

Suspeite e denuncie as empresas que venderam mercadorias pela internet desacompanhadas de Nota Fiscal.

RECEITA-FEDERAL-REALIZA-FISCALIZAO-NOS-CORREIOS-DA-REGIAO

RECEITA-FEDERAL-REALIZA-FISCALIZAO-NOS-CORREIOS-DA-REGIAO-2

Portal Guaíra com informações da IRF/Mundo Novo