ad

A Polícia Nacional do Paraguai prendeu o traficante brasileiro Guilherme Antonio Vieira, conhecido como “Xiru”, em Capitán Bado, cidade paraguaia que faz fronteira com o Brasil em Mato Grosso do Sul, na quarta-feira (05).

De acordo com o Ministério Público do país vizinho, ele é procurado pela justiça brasileira pelos crimes de associação criminosa e tráfico de drogas e armas. Contra ele há dois mandados de prisão em aberto.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

O MP conseguiu que ele fosse transferido de imediato para o Brasil. O criminoso foi expulso nesta quinta-feira (6) e transferido, de carro, para Caçador (SC), onde estava preso antes de fugir do país

A Polícia Nacional do Paraguai chegou na residência de Xiru por meio de denúncia. O local foi ocupado por agentes na madrugada de quarta-feira. Os policiais encontraram, além do gaúcho, mais dois brasileiros, cujas identidades ainda não foram divulgadas. Vieira será interrogado ainda nesta quinta e responderá pelos crimes de tráfico e associação criminosa.

Conforme integrantes do Ministério Público, Xirú é um dos líderes do Primeiro Grupo Catarinense (PGC), a mais forte facção criminosa de Santa Catarina. Ele foi levado a Caçador porque tem mandados de prisão em aberto na região e era procurado pela polícia. Ele é apontado como o principal fornecedor de drogas para a facção catarinense.

O delegado da Divisão de Investigação Criminal da Polícia Civil em Caçador, Davi Matos Pinheiro, informa que o paradeiro de Xirú era investigado há pelo menos dois anos. Conforme o policial, o criminoso começou agindo no meio-oeste catarinense e depois migrou para o Paraguai, onde começou a exportar drogas para a sua facção.

Portal Guaíra com informações da Gaúcha ZH