imagem ilustrativa

Moradores de Mundo Novo e Japorã, no Mato Grosso do Sul, municípios que fazem fronteira com o Paraguai, relataram por meio de mensagens de WhatsApp, que uma aeronave não identificada teria sido abatida por uma equipe da FAB (Força Aérea Brasileira), no fim da tarde de sábado (24) na região.

Por volta das 19h30 as primeiras mensagens informavam sobre a queda.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

A aeronave supostamente abatida vinha sendo acompanhada desde o interior do Estado de São Paulo por um avião caça da Força Aérea Brasileira. Já em espaço sul-mato-grossense, o caça teria efetuado disparos contra o avião que não pegou fogo no ar e teria caído em território paraguaio.

Até o momento a aeronave abatida não foi localizada. Equipes da PM e da Polícia Militar Ambiental fizeram buscas pela região, mas até o momento a aeronave abatida não foi encontrada.

A redação do Midiamax entrou em contato com as delegacias de Mundo Novo, Naviraí e Japorã, mas nenhuma confirmou o caso.

Atualização (15:52)

Nota
Leia abaixo a íntegra da nota enviada ao G1 pelo Centro de Comunicação Social da Aeronáutica:

No dia 24/10, durante uma operação rotineira de policiamento do espaço aéreo, uma aeronave suspeita foi detectada sem ter um plano de voo. O avião estava em uma rota conhecida por ser utilizada para atividades ilícitas. Os meios de defesa aérea foram acionados e a aeronave foi interceptada e acompanhada em voo.

Conforme o previsto pelo decreto nº 5.144, de 16/07/2004, todas as medidas legais de controle foram adotadas. Próximo à cidade de Japorã (MS), a aeronave evadiu-se pela fronteira com o Paraguai. Autoridades brasileiras e paraguaias trabalham para localizar a referida aeronave.

Um internauta flagrou o momento da perseguição. Acompanhe no vídeo [você precisa estar conectado ao Facebook]

Fronteira – Internauta flagra momento em que avião da FAB persegue outro avião com sentido ao Paraguai.

Gepostet von Portal Guaíra am Sonntag, 25. Oktober 2015

imagem ilustrativa
imagem ilustrativa

Portal Guaíra com informações da Midiamax