SALTO DEL GUAIRÁ, PARAGUAI (Foto: AdrielMarcelo/Portal Guaíra)

Empresários de Salto Del Guaíra e Ciudad del Este, discordam das medidas que o governo paraguaio está analisando para reativar a economia regional e nacional.

A principal demanda é a reabertura da fronteira com Guaíra e Foz do Iguaçu.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

O vice-ministro de Economia, Humberto Colmán, afirma que dos negócios de fronteira, especialmente em Ciudad del Este, é um problema que decorre do modelo comercial adotado na região, que se está esgotando.

Ele disse que o plano de reativação proposto pelo governo busca uma reconversão comercial e produtiva da região, com estratégias que se baseiam principalmente em dois pontos: renovação da infraestrutura e comércio eletrônico.

A melhoria da infraestrutura atual e dos serviços, segundo o ministro, é para que as pessoas não venham às fronteiras apenas para comprar produtos a preços mais baixos, mas também para que aproveitem os atrativos para passar o dia e com isso, haveria também maior movimento em setores como hotéis e restaurantes.

Em relação ao comércio eletrônico, o ministro disse que plataformas digitais estão sendo analisadas, para facilitar as transações, com novos planos promocionais e facilidades de compra.

Afirmou que hoje existe um temor generalizado das compras presenciais, por isso é fundamental oferecer opções ao cliente, para aumentar o consumo.

O governo estuda ainda uma diminuição das taxas de importação, para baratear os preços dos produtos.

Portal Guaíra com informações do Portal H2Foz

SALTO DEL GUAIRÁ, PARAGUAI (Foto: AdrielMarcelo/Portal Guaíra)