ad

O Exército Brasileiro deu início no dia 15 de agosto, a uma nova fase da Operação Ágata/Fronteira Sul, com o objetivo de contribuir com a redução de crimes como o contrabando e o descaminho, com foco no tráfico ilegal de drogas, armas de fogo e munições.

Essa é uma operação interagências, na qual participam ativamente, a Marinha, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e o BPFron, estreitando o relacionamento entre esses órgãos de segurança.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

No âmbito da 15ª Brigada Infantaria Mecanizada, as ações abrangem toda a área de fronteira oeste do estado do Paraná. O objetivo principal é reforçar a segurança nessa área. Nesse contexto, a 15ª Companhia de Infantaria Motorizada realiza ações preventivas e repressivas pontuais como: patrulhamentos terrestres e aquáticos; estabelecimento de postos de bloqueio e controle de vias urbanas e fluviais; além da revista de pessoas, veículos e embarcações.

A Companhia tem atuado nas regiões de Guaíra, Terra Roxa, Iporã, Palotina e Brasilândia do Sul. Para isso, recebeu em apoio uma Seção de Cães de Guerra da 5ª Companhia de Polícia do Exército.

Dentre as principais apreensões destacou-se a ocorrida no município de Brasilândia, na madrugada do dia 18 de agosto, na qual agentes da Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal, apoiados pelo Exército, realizaram uma apreensão de mais de 3.000 (três mil) caixas de cigarros contrabandeados do Paraguai.

Por fim, o Exército tem prestado sua mão amiga a comunidade de Guaíra com a previsão de realizar uma Ação Cívico Social (ACISO) no dia 19 Agosto, na Praça e na Escola Duque de Caxias, realizando trabalhos de manutenção, apresentação musical, brincadeiras com crianças dentre outras.

Portal Guaíra via Assessoria