ad

De legumes a aparelhos eletrônicos, a delegacia da Receita Federal de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, já doou R$ 74 milhões em produtos para instituições sociais de janeiro a agosto de 2019.

O montante é 51% superior ao doado fruto de apreensões no mesmo período de 2018, quando a Receita Federal de Foz do Iguaçu repassou R$ 49 milhões em mercadorias para instituições.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Por lei, a Receita Federal deve destruir alguns produtos que não podem ser reutilizados, como cigarros, e doar outros, como equipamentos eletrônicos e alimentos.

O objetivo é reverter o que é apreendido em benefícios para a comunidade.

No Colégio Agrícola de Foz do Iguaçu, por exemplo, 20 aparelhos de ar-condicionado que estavam sendo contrabandeados do Paraguai passaram equipar as salas de aula.

A escola também conseguiu economizar com a manutenção dos carros porque conseguiu pneus novos com doações.

Até tomates e batatas que foram interceptadas na fronteira foram úteis para integrar a merenda dos alunos.

“Isso é um trabalho que a Receita tem muito orgulho em fazer, porque a gente transforma uma mercadoria que é produto de crime em algo que vai fazer bem para a sociedade” disse a auditora fiscal Cristiane Oliveira.

Portal Guaíra com informações do G1