ad

Um homem de 64 anos de idade, identificado como M. B. M., morador de Francisco Alves, foi preso, acusado de abusar sexualmente de três meninas, com idade entre 8 e 9 anos, em um ponto de ônibus, no início da tarde de sexta-feira (29). O abuso foi registrado por câmeras de segurança do Pronto Socorro Municipal e de um mercadinho nas proximidades.

Por pouco, o suspeito não foi linchado pela população, que ficou revoltada e se aglomerou em frente ao Destacamento Policial de Francisco Alves. O acusado foi transferido.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

A Polícia Militar e o Conselho Tutelar foram funcionários da Escola Municipal Professor Júlio Levino Rodrigues, que perceberam que as meninas chegaram à instituição aparentando muito nervosismo.

As crianças relataram à equipe pedagógica que, estavam sozinhas esperando o ônibus escolar quando um homem se aproximou oferecendo doces e dizendo que elas eram bonitas e que gostaria de beijar-lhes na boca. Segundo elas, mesmo sob negativa, o homem se aproximou e fingido fazer mágicas e mostrando dinheiro. Neste momento, o acusado teria tocado nas partes íntimas das três meninas.

Quando o ônibus escolar chegou, as meninas embarcaram e o homem saiu do local sem ser identificado.

A equipe policial iniciou imediatamente a apuração dos fatos. Câmeras de segurança instaladas no Pronto Socorro Municipal de Francisco Alves e também de um mercadinho nas proximidades, flagrou o autor dos abusos, que foi rapidamente identificado.

Em poucos minutos, a PM localizou e prendeu o homem, residente no município. Na Delegacia, o acusado negou os fatos, mas foi reconhecido pelas três crianças e também identificado pelas imagens das câmeras de segurança.

Logo após a prisão do acusado, revoltados, familiares das vítimas e moradores da cidade começaram a se aglomerar em frente ao Destacamento Policial. Na iminência de um linchamento, rapidamente o autor foi conduzido até a 15ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Iporã/PR, para que fossem tomadas as demais medidas cabíveis quanto a responsabilização do fato.

Portal Guaíra com informações do OBemdito