Foto: Rubens Fraulini/ Itaipu Binacional

A Itaipu Binacional, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, encerrou nesta sexta-feira (29) a estratégia de reabertura do vertedouro para ajudar a aumentar o nível do Rio Paraná. Fazia quase um ano que a usina não realizava essa operação.

A liberação de água começou no dia 18 de maio e, segundo a usina, a reabertura aumentou cerca de três metros do nível do rio. Dessa forma, possibilitou a navegação de 150 embarcações e o escoamento da safra de grãos do Paraguai e da Argentina até os portos de Buenos Aires e do Uruguai.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Na manhã desta sexta-feira, a vazão era de 1,7 milhão de litros por segundo, o que representa um volume de água acima da vazão normal das Cataratas do Iguaçu, que é de 1,5 milhão.

A Itaipu informou ainda que a reabertura contribuiu com uma defluência média de 8,5 milhões de litros por segundo no rio.

De acordo com Itaipu, a navegação na hidrovia que liga regiões produtoras de soja do Paraguai e Argentina aos portos de Buenos Aires e do Uruguai foi prejudicada porque o Rio Paraná está com nível baixo.

O problema tem sido recorrente por causa da estiagem prolongada no estado.

Produção de energia
Durante a pandemia e com o distanciamento social, a demanda por energia em todo o país e à Itaipu caiu.

Por isso, a abertura do vertedouro, para escoar a água do reservatório, não prejudicou a produção de energia pela hidrelétrica, segundo a Itaipu.

Portal Guaíra com informações do G1