(Foto: Colaboração Assessoria de Comunicação DRF/FOZ)

ad

[dropcap color=”#dd3333″]D[/dropcap]urante abordagem de rotina pelos servidores da Receita Federal e Policiais Federais de plantão no Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu, foram apreendidos 10 quilos de ouro puro ocultos no interior de canecas de alumínio.

O servidor da Receita Federal, ao inspecionar a mala de uma senhora de nacionalidade chinesa através das imagens produzidas pelo escâner da Receita, notou a presença de utensílios similares a canecas de alumínio que apresentavam grande densidade na imagem produzida pelo aparelho, o que veio a ser confirmado na inspeção física feita a seguir. As canecas estavam embaladas para presente e apresentavam peso exagerado; na parte inferior, uma tampa de mesmo material selava o fundo de forma rústica que ao ser retirada, revelou a presença de um bloco de metal semelhante a ouro no interior do utensílio. A confirmação de que se tratava de ouro puro veio com a declaração feita por um senhor chinês naturalizado brasileiro que acompanhava a viajante, que também informou que o metal precioso teria sido trazido do Paraguai.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Os Policiais Federais averiguaram, pelo tíquete de passagem, que a senhora partiria de Foz e faria conexão no Rio de Janeiro com destino a Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, a seguir se dirigiria a Hong Kong, na China, retornando de lá para Foz no dia 2 de agosto. O curto tempo de permanência fora do País levou os agentes a concluírem que o intuito da viagem provavelmente seria somente o de levar o metal precioso clandestinamente para o exterior.

Os blocos de ouro foram avaliados em mais de R$ 1,3 milhão.

Diante das constatações feitas, os agentes federais decretaram a prisão em flagrante da viajante por crime de evasão de divisas, a qual foi encaminhada a sede da Polícia Federal em Foz onde foi estipulada a fiança de R$ 100 mil para sua liberação.

Portal Guaíra com informações da Massa News