ad

Moradores se manifestaram no início da noite de segunda-feira (8) em frente ao Hospital Municipal de Foz do Iguaçu, pedindo esclarecimentos sobre a morte da menina de três anos. A criança foi levada à Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24) na última sexta-feira (5) e à meia noite levada à pediatria do Hospital Municipal com sintomas de catapora e suspeita de dengue. No sábado ela foi transferida para UTI pediátrica e morreu no domingo (7).

A mãe da menina, Diana dos Santos, participou da manifestação e contou que a criança foi colocada em um quarto do Hospital por onde ficou cerca de 15 horas no escuro e sem ar condicionado. Uma enfermeira teria informado que a médica chegaria às 8h do dia seguinte, mas a médica chegou às 16h.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

A família prestou queixa na Delegacia da Polícia Civil, que aceitou a denúncia e informou que foi pedido exames para apontar a causa da morte. A Fundação Municipal de Saúde, que administra o Hospital, confirmou em nota que a que após ser avaliada na UPA, a criança foi transferida para o hospital com o diagnóstico de varicela e dengue. A delegada Rita de Cássia disse que irá investigar se houve imperícia ou negligência. “Vamos chamá-los (a família) para ouvi-los novamente e na seqüência o pessoal do hospital. Caso seja constatada a negligência a denúncia será entregue ao Ministério Público”, disse a delegada.

A Fundação afirmou ainda que a menina passou por exames de laboratório e fez um raio-x e com a piora dos sintomas foi transferida para a pediatria. O laudo do Instituto Médico-Legal deve ficar pronto em 30 dias.

manifestacao-contra-negligencia-medica-em-foz

manifestacao-contra-negligencia-medica-em-foz-2

Fonte: Rádio Cultura Foz